Maia reunirá parlamentares no sábado para discutir Previdência

Presidente da Câmara afirmou que Brasil 'não pode esperar' pelo crescimento econômico que, segundo ele, passa pela reforma

Por Agência Brasil

Rodrigo Maia (DEM-RJ) está empenhado em conseguir os votos necessários para aprovar reforma da Previdência
Rodrigo Maia (DEM-RJ) está empenhado em conseguir os votos necessários para aprovar reforma da Previdência -
Brasília - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vai reunir líderes partidários, dentre outros deputados, neste sábado, para discutir a aprovação da reforma da previdência em plenário na próxima semana. Pelo Twitter, Maia afirmou que o Brasil “não pode esperar” pelo crescimento econômico que, segundo ele, passa pela reforma.

“Amanhã me reunirei com líderes e deputados para começarmos os trabalhos de aprovar a reforma da Previdência na semana que vem. O Brasil não pode esperar para retomar o caminho do crescimento econômico, e a reforma da Previdência é um grande passo”, disse na rede social. Segundo afirmou a rádio Jovem Pan, em entrevista concedida nesta sexta-feira, o encontro será às 9h com “três, quatro líderes para começar a organizar a votação da reforma da Previdência”.


Após várias horas de debates e apresentação de sugestões de retirada de trechos (destaques), a maioria delas negada, o relatório de Samuel Moreira (PSDB-SP) foi aprovado na comissão especial destinada a apreciar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) encaminhada pelo governo.

Maia já havia afirmado que a proposta começará a ser discutida na próxima terça-feira. O presidente da Câmara avalia que já tem votos necessários para aprovar a reforma no plenário. A expectativa do parlamentar é que a medida seja aprovada por pouco mais de 325 deputados. Uma PEC precisa de, no mínimo, 308 votos para ser aprovada.

Se aprovado pelos deputados, o texto segue para análise do Senado, onde também deve ser apreciado em dois turnos e depende da aprovação de, pelo menos, 49 senadores.

Reforma tributária
Ainda pelo Twitter, ele afirmou que será instalada uma comissão para elaborar uma reforma tributária. Segundo ele, a base da reforma será um projeto do deputado Baleia Rossi (MDB-SP). “Quando o governo enviar uma proposta sobre o tema, ela será apensada e tramitará em conjunto”, afirmou.

Comentários