Witzel participou do anúncio do decreto para setor gastronômico - Larissa Esposito/Agência O DIA
Witzel participou do anúncio do decreto para setor gastronômicoLarissa Esposito/Agência O DIA
Por Larissa Esposito*
Rio - Reivindicação do setor gastronômico, o decreto para reduzir a 4% a alíquota do ICMS para o alimentação e bebidas em restaurantes, bares e bufês foi anunciado ontem pelo governador Wilson Witizel (PSC). Segundo ele, a medida também oferecerá segurança jurídica para a retomada de investimentos no Estado do Rio, além de ajudar na atração de mais turistas. O evento aconteceu ontem, no espaço Rio Scenarium, no Centro.
"A experiência turística do Rio fica completa com inclusão dos bares, que são cheios de histórias e fazem parte da cultura popular", disse.
Publicidade
O Decreto 46.680 beneficiará 11 mil estabelecimentos formais que mantêm 170 mil empregos diretos, além dos indiretos, conforme o Fernando Blower, presidente do Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio (SindRio).
"Com a retomada do crescimento, empregos de toda a natureza vão voltar a ser gerados. Equipes de atendimento, equipes de cozinha, auxiliar administrativo e até vagas de nível gerencial. Toda a nossa cadeia volta a poder contratar e consumir mais", explicou Blower ao DIA. "Agora vamos ver investimentos de qualidade, contratações, reformas e pujança de bares e restaurantes do Rio", reforçou.
Publicidade
Durante discurso, Witzel comparou os esforços do governo com os de um padeiro. "É como um padeiro que acorda, faz o pão e não sabe se vai vender. Se não vender, o pão vira farinha. Nós vamos conseguir, só nos dê mais um tempinho".
O governador ressaltou o papel do turismo para a economia do Rio. O secretário estadual de Turismo, Otavio Leite, ressaltou que o setor gastronômico é um dos mais importantes para a atividade.
Publicidade
 
* Estagiária sob supervisão de Max Leone.