Santander anuncia medidas e isenta microempreendedor de tarifas

Para ter acesso, porém, é necessário que o empresário receba em sua conta do banco Santander o dinheiro das vendas capturadas em qualquer maquininha de cartão

Por ESTADÃO CONTEÚDO

-
Rio - O Santander Brasil anunciou nesta terça-feira, 24, medidas para ajudar os pequenos empresários na crise gerada por conta do coronavírus. Além de isentar os microempreendedores individuais de tarifas cobradas na conta corrente por até dois meses, também concedeu carência de três meses para o pagamento da primeira parcela de linhas de capital de giro.

Para ter acesso, porém, é necessário que o empresário receba em sua conta do banco Santander o dinheiro das vendas capturadas em qualquer maquininha de cartão.

Segundo o banco, o valor referente à cobrança da tarifa de pacote de serviços e de transferências eletrônicas como TEDs e DOCs poderá ser utilizado como crédito para o pagamento de contas de concessionárias (energia, água, telefonia etc) em débito automático e aqueles autorizados, os chamados DDAs.

"Ambas as iniciativas têm como objetivo dar liquidez ao empreendedor neste momento de redução da atividade econômica, permitindo também uma melhor gestão do orçamento e de seus pagamentos", informa o Santander, em nota.

O período de contratações, conforme o banco, vai até 30 de abril O Santander também participa da iniciativa de prorrogar por até 60 dias o vencimento de parcelas de crédito para clientes adimplentes pessoas físicas e jurídicas, em linha com uma resolução do Conselho Monetário Nacional

Comentários