'Movimento está em linha com nossa busca constante por produtos mais eficientes e com menos impacto ambiental', afirma a diretora de Refino e Gás da Petrobras, Anelise Lara - Agência Brasil
'Movimento está em linha com nossa busca constante por produtos mais eficientes e com menos impacto ambiental', afirma a diretora de Refino e Gás da Petrobras, Anelise LaraAgência Brasil
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Brasil - A Petrobras confirmou que vai subir o preço da gasolina em 5%, a partir desta quarta-feira, e do diesel em 7%, diante de um cenário de alta para o preço do petróleo pela expectativa de avanços na descoberta de uma vacina para o novo coronavírus.

A empresa anunciou também aumento para o diesel marítimo, de 7,3%, e do diesel vendido para térmicas de 7,2%, para o S500, e de 7,5% para o S10, de menor impacto ambiental.

O petróleo tipo Brent, usado como parâmetro pela estatal, subia 2,08% para o contrato de agosto, cotado a US$ 36,87 o barril, depois de ter caído abaixo de US$ 20 o barril em meados de abril