Os aditamentos dos contratos deverão ser feitos pelo sistema SisFies - Reprodução
Os aditamentos dos contratos deverão ser feitos pelo sistema SisFiesReprodução
Por MARTHA IMENES
A Gerdau abriu inscrições para curso formação e capacitação profissional voltado para jovens em situação de vulnerabilidade social. Esta edição do Start Gerdau será na cidade do Rio de Janeiro. O projeto é realizado em colaboração com o Instituto Ser+ e apoiado pela Accenture. Para fazer parte do programa, os alunos devem ter entre 18 e 24 anos, Ensino Médio completo ou em fase de conclusão em instituição da rede pública, fazer parte de núcleo familiar com renda inferior a um salário mínimo (R$ 1.045) por pessoa e não ter vínculo empregatício atual. Com meta de empregabilidade dos alunos em 70% em áreas administrativas e de tecnologia, o programa deve gerar novas oportunidades e fomentar o acesso ao ecossistema da economia digital.
A turma terá início na terceira semana de setembro, com aulas híbridas à distância e no formato presencial, com turmas reduzidas, seguindo os protocolos de distanciamento social e alinhado às decisões do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da prefeitura da capital. O curso tem duração de aproximadamente três meses (200 horas), com aulas e exercícios de qualificação em habilidades técnicas e comportamentais, especialmente focadas em administração, inovação e tecnologia. As aulas online serão realizadas por meio da plataforma Cisco Webex, e as presenciais estão previstas para ocorrer na ONG Ser Cidadão, no bairro de Santa Cruz.

No intuito de assegurar condições de igualdade no mercado, as turmas do Start Gerdau deverão ter 55% de presença feminina para serem iniciadas. Os selecionados receberão ainda auxílios como material pedagógico e convênio odontológico. Os jovens formados pelo programa serão encaminhados para processos de recrutamento nas empresas parceiras e têm acompanhamento da equipe do Ser+ até seis meses após o fim do curso para ingresso no mercado de trabalho.

Publicidade
Primeira turma formou em julho
Em julho, a Gerdau celebrou a conclusão de sua primeira turma no projeto Start. "Iniciamos a parceira com o Instituto Ser+ e a Accenture neste ano por compreendermos que a iniciativa está alinhada com nossos esforços para potencializar o empreendedorismo e a transformação social a partir da educação. Nosso trabalho para empoderar pessoas envolve o estímulo ao desenvolvimento profissional e a inclusão social de jovens da periferia. A companhia tem apoiado projetos que capacitem atuais e futuros empreendedores, e nossos colaboradores estão engajados para participar. Ao todo, foram mais de 100 horas doadas pelos profissionais da Gerdau para realizar as mentorias da turma inicial", explica Paulo Boneff, head de Responsabilidade Social da Gerdau.
"A primeira turma, formada por 30 alunos, foi incentivada a descobrir seus talentos e, consequentemente, conquistar seu primeiro emprego. Apesar da pandemia, conseguimos finalizar o curso de forma on-line, o que se mostrou como um aprendizado para os próximos. Tanto o conteúdo quanto as mentorias foram mantidos visando três pilares: protagonismo social, valor compartilhado e novas oportunidades", reforça Sofia Esteves, presidente do Instituto Ser+.

"Como líderes na área de tecnologia, temos o compromisso de aplicar soluções em escala para ajudar a resolver desafios sociais complexos. Usamos nossos conhecimentos em inovação digital para capacitar profissionais de forma alinhada às oportunidades de emprego e empreendedorismo existentes em cada mercado. O nosso papel é, junto com os nossos parceiros, criar oportunidades e capacitar pessoas para que possam construir carreiras em um mercado de trabalho em profunda transformação", afirma Matthew Govier, diretor da Accenture e responsável pelo projeto no Brasil. Desde 2013, o Start da Accenture capacitou 1.658 jovens no país, dos quais 976 foram contratados pela consultoria ou por parceiros.


Inscrições Abertas
Programa Start Gerdau
Prazo: até 11 de setembro
Inscrições gratuitas pelo link: http://bityli.com/GOBYT
Duração: aproximadamente três meses (200 horas)
Início do curso: setembro de 2020