São Paulo, Minas e Rio lideram pedidos de seguro-desemprego em setembro

Dados da União mostram que, em todo o país, houve redução no número de solicitações no mês de setembro deste ano na comparação com o mesmo período em 2019

Por O Dia

Profissionais em busca de uma atividade pediram seguro-desemprego à União
Profissionais em busca de uma atividade pediram seguro-desemprego à União -
O mês de setembro fechou com 466.255 pedidos de seguro-desemprego no Brasil. Segundo dados da Secretaria de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o número é 10,6% menor do que o registrado no mesmo mês de 2019, quando foram protocolados 521.572 requerimentos e o país ainda não enfrentava a pandemia causada pela covid-19. Na lista das unidades da federação com maior número de requerimentos em setembro de 2020 estão São Paulo (140.854), Minas Gerais (51.541) e Rio de Janeiro (36.430).

A maior parte das solicitações foi deita pela internet. Do total dos pedidos no mês passado, 288.244, o equivalente a 61,8%, foram protocolados no portal gov.br ou no aplicativo Carteira de Trabalho Digital.

Perfil

O setor de Serviços registrou o maior número de requerimentos, com 198.979, o que representa 42,7% do total. Agropecuária teve o menor número de solicitações: 22.818, cerca de 4,9% dos pedidos.

Os homens compreendem 59,9%, enquanto que as mulheres, 40,1%. Aproximadamente um terço dos trabalhadores, 33,5%, estão na faixa dos 30 a 39 anos de idade, e a maioria dos trabalhadores, 59,4% do total, tem ensino médio completo.

Ano

De janeiro a setembro de 2020 foram contabilizados 5.451.312 pedidos de seguro-desemprego. O número representa um aumento de 5,7% na comparação com o acumulado no mesmo período de 2019 (5.157.026). A pandemia é a principal causa para o aumento.

Do total de requerimentos em 2020, 56,1% (3.059.828) foram protocolados no portal gov.br ou no aplicativo Carteira de Trabalho Digital. No mesmo período de 2019, apenas 1,7% dos pedidos (88.993) foram realizados on-line.

Atendimento

Segundo a pasta, as Superintendências Regionais do Trabalho do governo federal reforçaram as ações para garantir o atendimento não presencial aos cidadãos durante o período da pandemia da covid-19. Foram disponibilizados canais adicionais de atendimento remoto.

Comentários