Empresas e microempreendedores podem gerar um código QR para transações em data futura
Empresas e microempreendedores podem gerar um código QR para transações em data futuraMarcello Casal Jr/Agência Brasil
Por O Dia
Brasília - Previsto para começar a funcionar nesta segunda-feira (15), o Pix Cobrança teve a disponibilização adiada mais uma vez, agora para o dia 14 de maio, de acordo com o prazo fixado pelo Banco Central. A ferramenta possibilita cobrança com vencimento em datas futuras. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União.
Com o Pix Cobranças, as empresas e microempreendedores podem gerar um código QR para transações em data futura, como um boleto. Quem já usa a funcionalidade no modo Cobrança terá até o dia 30 de abril para finalizar as etapas de validação de QR Codes. Atualmente, o código só é gerado para pagamentos imediatos. As transações são realizadas em até 10 segundos, sem custo para pessoas físicas.