Atualmente, segundo dados do Banco Central, mais da metade das transferências bancárias acontecem via Pix.
Atualmente, segundo dados do Banco Central, mais da metade das transferências bancárias acontecem via Pix.Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Por O Dia
Rio - A partir de 1º de abril, os usuários do Pix poderão integrar as listas de contato de seus celulares à ferramenta. O Banco Central (BC) anunciou a mudança na última semana e a medida foi publicada nesta segunda-feira, em resolução, no Diário Oficial da União. Em nota, a instituição informou que a alteração busca facilitar a identificação de quem cadastrou seu número de celular como chave Pix, simplificando ainda mais a experiência do pagamento com a funcionalidade.
A partir desta segunda-feira, as instituições participantes do sistema de pagamentos instantâneos do BC devem informar sobre essa possibilidade de que outros usuários tenham conhecimento sobre a existência de sua chave Pix. A funcionalidade de verificação de chaves registradas se aplica ao número de telefone celular e também ao endereço de e-mail.

A resolução prevê ainda que a informação deve ser concedida em tempo hábil para que os usuários finais tenham condições de solicitar a exclusão de sua chave Pix, se assim desejarem, antes da implementação da funcionalidade.
Publicidade
Alteração cadastral
Outra novidade é que os usuários finais poderão, em caso de mudança no nome, solicitar alteração das informações, como nome completo, nome empresarial e título do estabelecimento, sem a necessidade de excluir e registrar novamente a chave. O Banco Central informou que essa possibilidade facilitará, por exemplo, o ajuste quando uma pessoa alterar o nome em decorrência de casamento, ou uma empresa alterar o nome fantasia do estabelecimento.
Publicidade
Segundo o BC, também fica permitido, a partir de agora, que o usuário final pessoa natural possa solicitar o vínculo de seu nome social à chave Pix. Foi estabelecido ainda no regulamento, que as instituições participantes ficam vedadas de fixar limites para o número de transações Pix, seja de envio ou de recebimento. Essa vedação é necessária para garantir condições competitivas equânimes entre diferentes instrumentos de pagamento.