O ministro da Economia, Paulo Guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes Marcelo Camargo/Agência Brasil
Por Brasil Econômico

Na última quarta-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, prometeu um novo programa para informais. Nesta quinta-feira, o blog da Ana Flor, do G1, divulgou que a medida busca tirar os "invisíveis" da informalidade por meio de uma espécie de "estágio remunerado", que traria o empregado para "formalidade parcial". 

Será chamado de "bônus de produção inclusiva", e buscará qualificar os trabalhadores para que eles possam conseguir um emprego formal. A medida deve atingir 40 milhões de pessoas.
Publicidade
Apesar das 184 mil vagas de emprego formal criadas em março. Segundo Guedes, o indicador do mês passado aponta desaceleração. 
O anúncio do ministro foi visto como um esforço da equipe econômica para tentar criar notícias positivas em meio ao impacto negativo da CPI da Covid no Senado.
Publicidade
"O custo da contratação no Brasil é muito elevado e muitas pessoas não conseguem se empregar, é por isso nunca se qualificam", afirmou ao blog da jornalista uma fonte que participa da elaboração da proposta.
Você pode gostar