Desafio de robótica chega ao Porto

Mais de 1,2 mil estudantes participam do maior evento de robótica do país, no Píer Mauá

Por RENAN SCHUINDT

Desafio com robôs será o maior do Brasil
Desafio com robôs será o maior do Brasil -

Da próxima sexta até domingo, os Armazéns 1B, 2 e 3, do Pier Mauá, abrigam o maior Festival de Robótica do Brasil. Com robôs de diferentes tipos e tamanhos, o evento organizado pelo Sesi conta com mais de 1,2 mil alunos de escolas públicas e particulares de todo o país que colocam, na prática, o aprendizado em ciências, matemática, física e outras disciplinas ligadas à tecnologia.

Os alunos vão encarar três desafios: o First Lego League, o First Tech Challenge e o F1 in Schools. A premiação é uma vaga em torneios internacionais. O principal deles, o World Festival, considerado a Copa do Mundo da robótica, será realizado em Houston, nos Estados Unidos. O evento será aberto ao público e gratuito no sábado e no domingo, de 9h às 18h.

No torneio First Lego League, a disputa contará com 84 equipes de diversos estados. As vagas foram conquistadas durante as etapas regionais. O tema da temporada, Into Orbit (Em órbita), desafia os estudantes a pesquisar sobre as questões relacionadas a viver e viajar no espaço. Eles terão de identificar e propor uma solução inovadora para um problema físico ou social enfrentado durante as viagens de exploração espacial.

Já o First Tech Challenge, que acontece pela primeira vez, vai reunir 16 equipes, formadas por alunos de 15 a 18 anos do ensino médio os estudantes vão projetar, criar o protótipo e produzir as peças de acordo com as necessidades do robô. Também será avaliada a maneira como os grupos levam ciência e tecnologia para o maior número de pessoas.

No F1 in Schools, programa educacional vinculado a Fórmula 1, estudantes de 14 a 18 anos são desafiados a criar uma empresa que funcionará como uma escuderia. Eles podem utilizar diversos recursos tecnológicos para projetar, modelar e testar um protótipo de um carro de F1.

 

Comentários