-
Por Alex Campos*

Rio - Meu convidado especial na coluna deste domingo é o advogado Estevan Pegoraro, presidente da Frente Brasileira pelos Poupadores (Febrapo). Pedi ajuda ao Estevan por causa do grande número de mensagens que ainda recebo com incertezas e inseguranças sobre a adesão ao acordo da caderneta. No melhor estilo Faça as Pazes com a Informação, o presidente da Febrapo renova aqui algumas dicas e orientações capazes de eliminar as dúvidas e iluminar as decisões dos leitores. É o jornal O DIA honrando seu papel. Confira a seguir:

1

Têm direito a receber os poupadores que apresentaram ações para serem ressarcidos por perdas causadas pelos planos Bresser (1987), Verão (1989) e Collor 2 (1991).

2

O poupador não deve ir até uma agência bancária. A adesão ao acordo não é feita presencialmente no banco.

A adesão ao acordo é feita unicamente por meio do site que está em funcionamento desde o mês de maio.

4

O endereço do site é https://www.pagamentodapoupanca.com.br/

5

Orientação ao poupador é para que procure o advogado que o representa nas ações que já. Visite meu site: www.facaaspazes.com e-mail: [email protected] “Quando se trata de dinheiro, é a informação que paga os melhores rendimentos”. (A.C.) estão em curso para que reúna os documentos necessários e faça a adesão por meio do site indicado.

6

Os pagamentos dos valores devidos aos poupadores serão informados por meio do site.

7

Não é necessário gastar nenhum centavo para aderir ao acordo.

8

O poupador não terá que recolher custas processuais nem pagar qualquer tipo de taxa ou pedágio para ser beneficiado pelo acordo e, finalmente, reaver o que lhe é de direito.

9

Trata-se de fraude quando alguém telefona para o poupador pedindo antecipação de dinheiro para efetivar a adesão ao acordo da poupança.

10

Caso isso ocorra ou quando houver suspeita de fraude, solicitamos que o poupador entre em contato com a Febrapo e as instituições responsáveis para que seja realizada a averiguação e punição dos culpados.

11

Há dois canais para denúncias, por meio do site da Febrapo https://febrapo.org/ ou pela central de atendimento no número 0800 775 5082 (exclusiva para ligações efetuadas por telefones fixos).

12

A ordem dos pagamentos atende a critérios pré-estabelecidos, com prioridade para os mais idosos e aos que têm menor valor a receber.

13

Serão pagas à vista indenizações de até R$ 5 mil.

14

Quantias acima de R$ 5 mil serão parceladas em até 4 parcelas semestrais.

15

Adesões para quem tem ação coletiva ajuizada em 2016 poderão ter o pagamento feito em até 6 parcelas semestrais.

Bom Domingo e Boa Sorte! 

(* Comentarista do Painel Econômico da Rádio JBFM / 99,9)

Você pode gostar
Comentários