Leonardo Marques, diretor mantenedor da Rede Mônaco, e Brendon Passos (à direita), sócio e diretor administrativo da instituiçãoDivulgação

Um dos segmentos que mais sofreu com a pandemia, sem sombra de dúvidas, foi o da Educação. Milhares e milhares de alunos, de uma hora para outra, tiveram suas vidas completamente dominadas pela incerteza. Isto gerou uma nova ordem mundial, principalmente, para encontrar soluções possíveis para o enfrentamento ao coronavírus. Um desses caminhos foi a conexão entre a tecnologia e o trabalho incansável de professores, através de aulas virtuais. A não adoção dessas diretrizes, no entanto, levou muitos estabelecimentos de ensino a paralisar suas atividades, deixando milhares de alunos sem rotina de estudo dentro de casa.
Mas isso não aconteceu com todas as escolas. Algumas investiram em tecnologia para adequar seus sistemas de ensino, visando dar continuidade ao aprendizado dos alunos e não prejudicar a formação acadêmica dos mesmos. Com sede na Estrada do Portela, em Madureira, Zona Norte do Rio, a Escola Técnica Mônaco se destacou ao investir em plataformas digitais para atender todo o corpo docente de seus cursos.
Publicidade
Segundo Brendon Passos, sócio e diretor administrativo da instituição, a Rede Mônaco procurou primar pela qualidade e pela competência de sua equipe, para transmitir conhecimento técnico e habilidades profissionais. "Muitos professores nunca tinham ministrado aulas virtuais. Foi um aprendizado coletivo. Eles conseguiram manter o diferencial da escola, que soube aglutinar a prática presencial com a tecnologia, necessidade imposta pelo isolamento social", diz Brendon.
'Totalmente informatizado'
Publicidade
O diretor acredita que os cursos técnicos a distância e online definitivamente ganharam ainda mais projeção com a pandemia. "Há cerca de dois anos, o foco da Rede Mônaco era os cursos presenciais. Hoje, tudo está totalmente informatizado e preparado para dar o suporte necessário aos nossos alunos. Sentimos que o abalo inicial da perda do contato direto foi gradativamente recuperado. Além disso, o aproveitamento dos alunos aproxima-se do rendimento presencial", analisa.
Ainda de acordo com Brendon, mesmo com a volta à normalidade, os cursos online serão procurados com mais frequência. "Posso garantir que a plataforma digital instalada em nosso estabelecimento de ensino, para atender a necessidade que nos foi imposta pela pandemia, foi de ponta e atendeu todas as expectativas dos alunos, que puderam concluir seus cursos sem perder qualidade. Foi um desafio bastante gratificante, pois conseguimos atingir nossos objetivos: escola funcionando, aluno estudando e profissionais trabalhando".
Publicidade
Após a primeira onda da pandemia, os cursos técnicos presenciais tiveram que se reorganizar e buscar soluções rápidas e eficazes, para não deixarem seus alunos sem atividades acadêmicas. Investir em tecnologia de ponta, adequar os professores com didáticas especializadas e produzir aulas remotas abriram canais de interação entre os estudantes e a instituição.
Muitas opções
Publicidade
A Rede Mônaco, que oferece cursos técnicos de Enfermagem, Estética, Análises Clínicas, Transações Imobiliárias e outras 14 áreas, também disponibilizou lives, reuniões virtuais e outras ferramentas para compensar a perda do contato físico entre alunos e professores.
Leonardo Marques, diretor mantenedor da Rede Mônaco, no entanto, revela que não foi uma tomada de decisão fácil. Primeiro, por quebrar o planejamento estratégico adotado ao transformar a Rede num grupo diferenciado virtualmente, e, segundo, por causa da implantação do sistema tecnológico, para oferecer qualidade e eficiência aos alunos, o que exigiu fortes investimentos financeiros, mesmo num momento de total insegurança.
Publicidade
"Acreditar em dias melhores e pensar nos nossos alunos nos levaram a esses investimentos. Hoje, os resultados estão sendo analisados e avaliados por nós como extremamente positivos. Toda nossa equipe celebra, com bastante entusiasmo, a manutenção dos empregos e a evolução e aprendizado dos alunos", comemora Leonardo.
Outro aspecto que merece destaque é a adoção de rígidos protocolos sanitários de segurança. Através de uma conscientização coletiva, a Mônaco implantou todas as normas de higiene e segurança para que seus funcionários pudessem trabalhar com total tranquilidade. O uso de máscaras, a aplicação de álcool em gel e o distanciamento foram exigências obrigatórias para a obtenção dos resultados.
Publicidade
O bairro de Madureira, acostumado em observar o desfile dos alunos uniformizados da escola, espera ter, em breve, a volta dos mesmos. E graças às ações adotadas pelos Administradores do grupo, que conseguiram suplantar todas as dificuldades da pandemia, o retorno é uma questão de tempo.
"Não podemos esquecer as milhares de vidas que sucumbiram a este vírus mortal, mas a vida segue e os resultados positivos, obtidos de forma segura, honesta, competente e ágil, mantiveram a instituição ativa, funcionando e pronta para continuar sua missão: educar e capacitar tecnicamente seus alunos", conclui Leonardo Marques. Mais informações estão disponíveis em https://www.escolatecnicamonaco.com.br/