Ciro diz ter 'a firmeza e a sensibilidade social que o Brasil precisa'

Fala de candidato vem na tentavia de conter a polarização entre os eleitores de extrema direita, que apoiam Jair Bolsonaro, e os de esquerda, que são favoráveis ao governo de Fernando Haddad

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Ciro Gomes tenta conter a polarização entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad
Ciro Gomes tenta conter a polarização entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad -

Rio - Terceiro candidato mais bem colocado nas pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República, Ciro Gomes (PDT) afirmou, neste sábado, que seu concorrente Jair Bolsonaro (PSL) está usando a raiva que parte do eleitorado tem contra o PT para alimentar o ódio na população. "Tenho a firmeza que você pensa que o Bolsonaro tem, mas tenho a humanidade que ele não tem", declarou em vídeo publicado há pouco em sua conta no Twitter.

Segundo o pedetista, com uma nação alimentada pelo ódio "não se construirá o pacto social que o Brasil tanto precisa". "Sou um caminho novo, tenho uma sensibilidade social para cuidar de todos pois sou uma pessoa que cultiva os valores da democracia. Pratiquei a vida inteira esse valores humanos", acrescentou.

A fala de Ciro vem na tentativa de conter a polarização entre os eleitores de extrema direita, que apoiam o ex-capitão, e os de esquerda que são favoráveis ao PT. Bolsonaro está na liderança das pesquisas e Fernando Haddad (PT) na segunda posição. Caso ambos passem para o segundo turno depois da primeira etapa das eleições, que será realizada neste domingo, o cenário será de extrema polarização.

"Chega de ódio. Tenho a firmeza e a sensibilidade social que o Brasil precisa para atravessar esse momento", ressaltou Ciro na publicação do Twitter.