Eduardo Paes durante votação para o governado do estado, em 2018 - Marina Cardoso
Eduardo Paes durante votação para o governado do estado, em 2018Marina Cardoso
Por Marina Cardoso

Rio - O candidato ao governo do Estado do Rio pelo partido DEM, Eduardo Paes, votou na manhã deste domingo, no Gávea Golf Club, em São Conrado, na Zona Sul do Rio. Ele chegou por volta das 9h30, acompanhado da mulher, dos dois filhos e do candidato a vice-governador Comte Bittencourt.

Na chegada em sua zona eleitoral, Paes foi cumprimentado por alguns eleitores e também posou para fotos. “Estou animado e bastante otimista porque as pesquisas mostram uma curva ascendente e do adversário decadente. Estou confiante que os eleitores vão saber escolher aquele que tem condições para governar o estado”, disse.

Antes de votar, o candidato foi até a Igreja da Penha para assistir a celebração de uma missa durante a manhã. Depois de votar, Paes conversou com jornalistas que o aguardavam no estacionamento do clube.

Sobre o segundo turno de campanha eleitoral, ele acredita que durante o período as pessoas puderam conhecer melhor o candidato Wilson Wiztel (PSC). "Os eleitores tiveram tempo nas últimas três semanas para saber mais sobre meu adversário. Ele se mostrou muito despreparado e conhece muito pouco a realidade do nosso estado", afirmou.

Caso seja eleito, Paes afirmou que as prioridades do seu governo serão a organização nas finanças do estado e atuação rápida na segurança pública. "Precisa organizar as finanças do estado. Mostramos capacidade para fazer isso na prefeitura do Rio. Além disso, precisamos agir rapidamente na segurança pública. Antigamente as pessoas tinham medo de sair à noite, hoje as pessoas também sentem o mesmo durante o dia", afirmou Paes. Por fim, o candidato disse que seu governo também vai priorizar a saúde.

O candidato do DEM não quis revelar o seu voto para presidente, confirmando a neutralidade que apresentou durante a campanha eleitoral. Paes vai aguardar a apuração em casa. “Vou acompanhar Comte votar em Niterói e sigo para casa para esperar com a minha família”.

Você pode gostar