Gustavo Bebianno será ministro da Secretaria-Geral da Presidência - Mauricio Pingo/Parceiro/Agência O Dia
Gustavo Bebianno será ministro da Secretaria-Geral da PresidênciaMauricio Pingo/Parceiro/Agência O Dia
Por PALOMA SAVEDRA

Rio - O presidente em exercício do PSL, Gustavo Bebianno, comentou o telefonema do presidente americano Donald Trump ao presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro. Quem traduziu a conversa,segundo ele, foi o youtuber André Marinho, filho do empresário Paulo Marinho. Segundo Bebianno, o presidente Michel Temer também telefonou para Bolsonaro. 

"Teve a ligação dele para dar os parabéns. Foi só uma mensagem de cortesia e de parabéns. Ficamos muito satisfeitos com a deferência. Isso mostra que o país entra agora em uma nova era, um novo patamar e um novo momento”, declarou.

Bebianno acrescentou que a vitória foi incontestável, com uma margem de diferença acima do que eles esperavam. Ele irá se licenciar da presidência do PSL, e afirmou que sua missão foi cumprida.

Bebianno, general Augusto Heleno, anunciado como ministro da Defesa, e Paulo Guedes, anunciado como ministro da Fazenda, falam com a imprensa no Hotel Windsor na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, na noite deste domingo. 

O general Heleno chamou de "absurdo" o discurso da oposição de que Bolsonaro é 'fascista'. "Não tem nenhuma ameaça à democracia", acrescentou. 

O futuro ministro da Defesa não quis adiantar seus primeiros atos no governo. "Não adianta eu adiantar isso aqui, eu não sou o primeiro-ministro do Bolsonaro. Ele é o presidente. E só será a partir de 1º de janeiro. Qualquer coisa que for dita agora é precipitada", finalizou.

Você pode gostar