Eduardo Paes - Reprodução/Facebook
Eduardo PaesReprodução/Facebook
Por O Dia
Rio - No Horário Eleitoral Gratuito que foi ao nesta quarta às 20h30, o candidato Eduardo Paes (DEM) preferiu chamar a atenção para o seu passado de gestor à frente da Prefeitura do Rio. O programa chamou a atenção para o fato de que ele foi prefeito por oito anos, "sabe como a prefeitura funciona" e "conhece os problemas das pessoas", além de ter sido autor de projetos como Parque Madureira. Luiz Lima (PSL), por sua vez, fez um discurso para chamar a atenção das pessoas que aceitam o "rouba mas faz" e a conversa de empresários e políticos que "enganam as pessoas". "É preciso ter compromisso com a honestidade".

Clarissa Garotinho (PROS) e Gloria Heloiza (PSC), com pouco tempo de horário político, repetiram os mesmos vídeos que já foram ao ar. Marcelo Crivella (Republicanos), candidato à reeleição, preferiu levar novamente ao ar o vídeo em que o presidente Jair Bolsonaro fala sobre as "coincidências" entre ele e o atual prefeito do Rio. Fred Luz (Novo) repetiu o vídeo em que diz que o desempregado deve prestar atenção no fato de que "os políticos não estão nem aí" para eles. Paulo Messina (MDB) repetiu o vídeo da tarde, no qual falou sobre educação e sobre a contratação de profissionais para as creches da prefeitura.

Martha Rocha (PDT) voltou a seu bairro de origem, a Penha, para lembrar histórias de quando viveu lá, e afirmou que "a herança de afeto que a gente construiu no subúrbio não tem preço". Renata Souza (Psol) disse que a pandemia mostrou a importância do SUS na vida dos mais pobres e anunciou que iria contratar 1.800 profissionais para o programa Saúde da Família. Benedita da Silva (PT) anunciou a criação da Moeda Social Carioca, uma ideia que irá trazer de Maricá para o Rio. "Vai servir para fazer compras e contratar serviços no próprio território gerando renda e emprego onde mais precisa", disse. Fabiano Horta, prefeito de Maricá, participou do programa da candidata.