Tenente-coronel Andréa Firmo, candidata a vice-prefeita no Rio - Edvaldo Reis / DIVULGAÇÃO
Tenente-coronel Andréa Firmo, candidata a vice-prefeita no RioEdvaldo Reis / DIVULGAÇÃO
Por O Dia
Rio - A tenente-coronel Andréa Firmo, vice do prefeito e candidato à reeleição Marcelo Crivella (Republicanos), apareceu nesta quinta-feira de tarde no horário eleitoral gratuito, em sua campanha. Afirmou que não será uma vice-prefeita "decorativa", e que terá liberdade para se posicionar e caminhar ao lado de Crivella. Também fez questão de ressaltar que é "devota de Nossa Senhora".

Martha Rocha (PDT) afirmou que irá fazer o censo da população em situação de rua e que tanto a abordagem quanto o acolhimento serão melhorados. Fred Luz (Novo) reprisou o programa em que reclama de quem "está se apresentando como gestor sem nunca ter sido". Luiz Lima (PSL) se apresentou como candidato "ficha limpa", que no primeiro ano de mandato como deputado feral apresentou 14 propostas.
O tema "educação", por sua vez, apareceu nas campanhas de Paulo Messina (MDB) e Eduardo Paes (DEM). O primeiro foi à escola em que seus filhos estudam e disse assumir compromisso de "escola pública de qualidade". O segundo apresentou propostas como recuperar o nível de aprendizagem dos estudantes prejudicados com a pandemia e expandir ensino integral para cem mil novos alunos.

Renata Souza (Psol) se disse usuária do transporte público e afirmou que pretende criar a tarifa única, para que quem usa trem, metrô e ônibus pague só uma passagem. Benedita da Silva (PT) afirmou que irá criar o Fome Zero Carioca, e que "o racismo não enxerga a fome porque ela está matando pessoas invisíveis, aquelas que são pobre, principalmente pretas".