Candidata à Prefeitura do Rio pelo PT, Benedita da Silva, no Mercadão de Madureira - Wagner Silva
Candidata à Prefeitura do Rio pelo PT, Benedita da Silva, no Mercadão de MadureiraWagner Silva
Por O Dia
Em visita ao Mercadão de Madureira neste sábado, a candidata à Prefeitura do Rio pelo PT, Benedita da Silva, fez uma defesa veemente da "mulherada aguerrida". Segundo ela, são as mulheres que mais sofrem os efeitos da crise econômica e a pandemia, que devastou muitas famílias, aumentou o desemprego e prejudicou as crianças mais pobres no aprendizado escolar.

"A maioria da população aqui é de mulheres. É uma mulherada aguerrida que nós vemos trabalhando aqui no Mercadão ou lá fora com seus tabuleiros. São essas mulheres que têm sustentado suas famílias com seu trabalho", disse a candidata, defendendo que os projetos de desenvolvimento da cidade levem em conta a importância do trabalho da mulher.

A candidata afirmou que é importante garantir a volta às aulas com segurança, lutar pela vacina, fazer testagem em massa e garantir que as crianças pobres não sejam tão prejudicadas por falta de internet e equipamentos eletrônicos para as aulas online.

"Ficar em casa é importantíssimo para preservar a vida e a saúde das crianças, dos seus familiares e dos professores, mas as crianças pobres não puderam ter até agora o mesmo aproveitamento no ensino à distância. Às vezes a família tem apenas um celular, que todo mundo usa para trabalhar, e a criança fica prejudicada, a desigualdade em relação à criança rica vai aumentando", lamentou Benedita.

Benedita também distribuiu santinhos para eleitores em Madureira e reforçou seu compromisso de priorizar o desenvolvimento econômico e a geração de empregos na Zona Norte e na Zona Oeste, regiões que são cortadas pela Avenida Brasil e onde mora a maioria da população do Rio de Janeiro.

“O Mercadão de Madureira tem que ser visitado por todos que pretendem governar essa cidade. Ele tem história, é uma marca, um encontro das famílias, de todas as pessoas. É para todas as pessoas que eu quero governar a cidade do Rio de Janeiro", declarou a candidata.

Por fim, Benedita disse que, atualmente, o desemprego atinge todas as camadas sociais no Rio de Janeiro, embora o maior sofrimento recaia sobre o mais pobres, que não encontram amparo em um serviço público de qualidade.

“O desemprego é geral. Vai desde o ambulante até os grandes comerciantes e empresários da cidade. Cuidar dos trabalhadores e trabalhadoras, que perderam seus empregos e se tornaram ambulantes, é fundamental para a organização da cidade".