Candidata à Prefeitura do Rio pelo PROS, Clarissa Garotinho, na comunidade do Aço - Divulgação
Candidata à Prefeitura do Rio pelo PROS, Clarissa Garotinho, na comunidade do AçoDivulgação
Por O Dia
Em visita à comunidade do Aço, em Santa Cruz, na Zona Oeste, a candidata à Prefeitura do Rio pelo PROS, Clarissa Garotinho, conversou, nesta segunda-feira, com moradores e ouviu muitas reclamações sobre o abandono da região. A candidata afirmou que, em seu governo, as comunidades terão prioridade e lamentou que tanto dinheiro tenha sido gasto nas obras milionárias das Olimpíadas de 2016 sem melhorar a vida das pessoas.

“Aqui é o Rio de Janeiro da vida real, que muita gente, infelizmente, não conhece. De nada adianta a gente gastar muito dinheiro com a prefeitura fazendo Olimpíadas, fazendo um monte de obras que não serviu para melhorar a vida de ninguém, enquanto as pessoas continuam no abandono, sem asfalto, sem saneamento, sem absolutamente nada”, afirmou.

Para a candidata, é possível fazer um governo que dê atenção especial a quem mais necessita, investindo nas comunidades:

"Chegou a hora de a gente fazer um governo diferente no Rio de Janeiro. Um governo que priorize as comunidades, o povo, as pessoas que mais precisam. Um governo que traga projetos sociais, que traga o básico para dentro das comunidades. É isso que vou fazer como prefeita do Rio”, disse ela.

Na comunidade do Aço, a lista de reivindicações é grande. Os moradores citaram a falta de água e a falta de luz como problemas crônicos, bem como o asfalto irregular e a inexistência de áreas de lazer para as crianças e adolescentes. Clarissa, que caminhou pela comunidade na companhia da candidata a vereadora Dani Oliveira (PROS), conversou com muitas donas de casa e disse a elas que chegou o momento de o Rio de Janeiro ter uma mulher como prefeita.

“Está na hora de ter uma mulher como prefeita, para cuidar dessa cidade”, afirmou.