No Rio, Aécio diz que o PT deixará o poder

Candidato disse que governo de Dilma Rousseff fracassou por “inexperiência e improviso”

Por bferreira

Rio - O candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB) afirmou, em visita ao Rio, que o governo de Dilma Rousseff (PT) fracassou “pelo improviso e inexperiência” e perderá as eleições. “O atual governo fracassou, e não vencerá as eleições o grupo que está hoje no poder”, disse, quando questionado sobre o cenário eleitoral mostrado pelas pesquisas de opinião. Na última sondagem divulgada pelo Datafolha, na sexta-feira, Marina Silva (PSB) empatou com a presidenta no primeiro turno. O senador apareceu em terceiro.

Aécio vestiu a camisa 45 (número de sua candidatura)%2C jogou apenas 20 minutos e saiu com gelo no joelhoAngelo Antônio Duarte / Agência O Dia

O candidato prometeu que lançará seu programa de governo nos próximos dias e cobrou da candidata Marina Silva que explicite melhor suas propostas. Desde que lançou seu programa, na sexta-feira, dois assuntos abordados no documento do PSB sofreram alterações. Um trecho, que dizia respeito ao apoio à energia nuclear, foi retirado. Outro, abordando várias bandeiras do movimento dos gays, lésbicas e transsexuais, como a equiparação da homofobia ao crime de racismo, teve o texto atenuado no sábado, para surpresa do movimento LGBT.

"Ela terá oportunidade de dizer ao Brasil no que acredita. É preciso que fique claro, para que amanhã não haja o risco de uma frustração coletiva das posições que ela acredita", afirmou o candidato.

Aécio disse que encontrou, no programa do PSB, as mesmas posições historicamente defendidas pelo PSDB em questões como a macroeconomia. Para o candidato, as posições adotadas por Marina e pelo partido são contraditórias com as ideias defendidas no passado (o PSB foi da base aliada de Dilma, e Marina foi uma das fundadoras do PT no Acre). “Vejo na proposta do PSB um número grande de contradições ao que se propõe hoje e aquilo que se praticou no passado. Há pouco tempo atrás não tivemos apoio para a Lei de Responsabilidade Fiscal e ao agronégócio”.

No início da tarde, Aécio participou de uma partida de futebol com famosos e ex-jogadores. O jogo ocorreu no campo de futebol pertencente ao ex-jogador Zico (CFZ), no Recreio. Também participaram o cantor Fagner, o ex-jogador e candidato a deputado estadual Bebeto, os atores Eri Johnson e Márcio Garcia e o ex-jogador de vôlei Giovani.

INVESTIGAÇÃO

Aécio minimizou a importância de uma investigação aberta em 2009 pelo Ministério Público de Minas Gerais sobre o Poupança Jovem, um dos programas de sua gestão no governo de Minas. Segundo o ex-governador, o estado não chegou sequer a ser citado para se explicar.

“Temos que tomar muito cuidado com essas notícias que surgem em véspera de eleição. Eu faria uma primeira pergunta: por que alguém que abriu uma investigação em 2009 não citou o estado até hoje?”.
Reportagem publicada ontem na Folha de S. Paulo afirma que o programa está sendo investigado por suspeitas de irregularidades na contratação das empreas que o executaram.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia