Ibope: Garotinho empataria com Crivella e Pezão em caso de segundo turno

Candidato do PR segue na liderança com 27% das intenções, seguido por Pezão, 19%, e Crivella, 17%

Por nicolas.satriano

Rio - O candidato Anthony Garotinho (PR) segue na liderança das pesquisas de intenção de voto para o governo do Rio. No levantamento feito pelo Ibope e divulgado, Garotinho aparece com 27%, contra 19% do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), que se manteve na segunda colocação.

A diferença entre eles caiu dois pontos percentuais em relação à pesquisa anterior, onde Garotinho aparecia com 28% contra 18% de Pezão.

Marcelo Crivella (PRB) segue em terceiro lugar, com 17%, mas tecnicamente empatado com Pezão, já que a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Lindberg Farias (PT) se manteve na quarta posição, com 11%. Tarcísio Motta (Psol) aparece com 3% e Dayse Oliveira (PSTU) com apenas 1%. Ney Nunes (PCB) não pontuou.

A pesquisa foi realizada entre 30/08 e 01/09 com 1.610 eleitores do estado. Dos entrevistados, 14% pretendem votar em branco ou anular o voto. Já 8% estão indecisos.

O Ibope também fez simulações de segundo turno, que apontaram empate entre Garotinho e Crivella (ambos com 34%), e Garotinho e Pezão (os dois com 35%). O ex-governador venceria Lindberg Farias (37% x 31%).

Na disputa pelo Senado, a diferença entre Romário (PSB) e Cesar Maia (DEM) aumentou para 21%. O ex-jogador subiu de 37% para 40%, e o vereador caiu de 22% para 19%. Eduardo Serra (PCB) tem 5%, Carlos Lupi (PDT) 3% e Pedro Rosa (Psol), 2%. Liliam Sá (Pros), Sebastião Neves (PRB) e Heitor Fernandes (PSTU) têm 1%.

A pesquisa também levantou os números para a eleição presidencial no Rio. Dilma caiu de 38% para 32%, e Marina subiu de 30% para 38% Aécio Neves manteve-se com 11%. Em São Paulo, a distância entre os presidenciáveis está maior. Marina tem 39% das intenções, contra 23% de Dilma e 17% de Aécio.

‘Enquanto tiver quem cheire, vai ter quem venda’, diz Garotinho

O governador Luiz Fernando Pezão, candidato à reeleição pelo PMDB, esteve no morro Santa Marta, em Botafogo, Zona Sul, e reafirmou que manterá a pacificação como o carro-chefe de seu governo. Prometeu ainda contratar mais 11 mil policiais para reposição nos batalhões.

O candidato do PR, Anthony Garotinho, fez carreata no Complexo do Alemão e criticou a construção do teleférico. Para ele, chega a ser uma afronta ver os bondinhos passando em cima da comunidade cheia de esgoto. Sobre a violência decorrente do tráfico, o deputado culpou os consumidores de drogas. “Sempre vai existir tráfico enquanto houver consumidor. Enquanto tiver quem cheire, vai ter quem venda. É o capitalismo, a lei da oferta e da procura. Se a sociedade quer o fim das drogas, pare de cheirar.”

Em encontro com estudantes, o candidato Lindberg Farias (PT) prometeu instituir o passe livre intermunicipal para beneficiar os alunos da rede pública. Em Realengo, Marcelo Crivella (PRB) criticou o governo por gastar R$ 300 milhões em propaganda.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia