TV Zona Eleitoral: A dança eleitoral do acasalamento

Ao perceber que brasileiro tem preguiça, o TSE resolveu mostrar que até baiano vai às urnas

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Ao perceber que brasileiro tem preguiça, o TSE resolveu mostrar que até baiano vai às urnas. Armou o estúdio no Pelourinho e convocou a turma do axé para dar o recado. No comercial, Carlinhos Brown manda beijo e Bell Marques acena com sua bandana.

Já Daniela Mercury incorpora o trio elétrico e exibe, em série de caras e movimentos, uma espécie de dança do acasalamento. Como eleitor, fiquei na dúvida se vale a pena.

Lindinho cultiva o vermelho, Garotinho curte o cor de rosa em tons de Clarissa, e Pezão revelou sua preferência no rádio, pela manhã: “Fico até roxo de tanto elogio”.

A emoção transbordou, e quem falou foi um caminhoneiro que dividida sanduíches, e de vez em quando até pagava o lanche do governador, em algum lugar do passado. “Lembro dele jogando sueca aqui na praça”, disse o motorista chamado... Dedura. Isso é nome que vale cargo.

Falando em nome estranho, quem sai na frente é Laprovita, do PRB. São três gotas, de seis em seis horas.

E tem gente apostando no tempo que promete esquentar até outubro. Se Paulinho da Refrigeração, do PTB, não resolver, tente William Big Coke, candidato do PMN ao Congresso Nacional.

Momento desodorante%3A é Marli Moraes defendendo os animaisReprodução


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia