Lua  - Reprodução de internet
Lua Reprodução de internet
Por O Dia
Rio - A semana começou sendo palco do eclipse penumbral da lua em Gêmeos. O evento celeste marca o início desses fenômenos no eixo Gêmeos-Sagitário. Nos próximos dois anos, assuntos como deslocamentos, debates sobre áreas de conhecimentos, como escolas e universidades, além de estruturas relacionadas ao poder vão estar presentes no debate público.


Segundo o astrólogo Augusto Andria, do Projeto Casa 12, o fenômeno mostra com mais clareza que, em geral, as pessoas estão terminando o ano com mais dúvidas do que certezas, tanto sobre o futuro pessoal como da comunidade, características que são atribuídas a Gêmeos. “As pessoas vão estar com uma antena ampliada, com vontade de se comunicar, por conta do excesso de informações, os assuntos relacionados ao futuro, às vacinas, ao panorama político e aos deslocamentos serão recorrentes. Isso pode causar ansiedade.”

De acordo com Augusto Andria, não tem como analisar os efeitos do eclipse desta segunda-feira sem falar do próximo, o solar em Sagitário, que ocorrerá em 14 de dezembro. “Na Astrologia Moderna, eles são relacionados como padrão de comportamento, fazendo com que as pessoas percebam as coisas que estavam escondidas e que agora vão ser iluminadas. As eleições municipais acabaram de acontecer em todo o Brasil, estamos tentando entender como será o futuro com os resultados, sobre o auxílio emergencial, o período vai ser de discutir e pensar sobre essas informações”.

Tendo em vista a pandemia da covid-19, Andria explica que as questões esclarecidas estão diretamente relacionadas ao início da concretização das vacinas ao redor do mundo e aos temas ligados a viagens e ao poder. “O eclipse ocorreu em conjunto com uma estrela fixa chamada Aldebaran, que fala das figuras de poder. Então, ele está trazendo informações sobre movimentos nas grandes instâncias de comando e decisão. Muitas medidas vão repercutir na sociedade e, também, muitas informações vão ser reveladas”.

A nível pessoal, os signos mais afetados são Gêmeos e Sagitário, no entanto, o astrólogo explica que todos que tiverem posições significativas, como ascendente, lua e os planetas pessoais (Vênus, Mercúrio e Marte) sentirão os efeitos não só desse eclipse como nos outros dos próximos dois anos. “As pessoas com posicionamentos fortes neste eixo vão enfrentar ou perceber questões vindo à tona, como padrões de comportamento ou atitudes sobre determinados temas da vida, por conta da luz que será emanada por esses eventos celestes ”.