Netos de Pelé vão à Justiça por pensão

Jovens, de 13 e 15 anos, que ainda tentam seguir carreira no futebol, querem receber R$ 13.500 por mês

Por rafael.arantes

São Paulo - Pelé vai ter que se preparar para mais uma batalha, mas desta vez longe da bola e do gramado. Sai o Rei do Futebol e entra o cidadão Edson Arantes do Nascimento. A família de seus netos, — dois adolescentes, um de 13 e outro de 15 anos — filhos de Sandra Regina Felinto, morta em 2006 e que travou longa batalha judicial com Pelé para que fosse reconhecida como filha legítima, quer receber pensão alimentícia. A informação é do jornal ‘Diário de S. Paulo’.

Pelé convive com cobrança dos netosReuters

Cláudio Forssell, advogado que representa os adolescentes, entrou com um pedido na Justiça contra Pelé exigindo o pagamento de uma pensão no valor mensal de R$ 13.500 para cada um dos netos. A audiência sobre o caso será realizada no dia 20 de novembro, mas, até sair a decisão judicial, uma pensão de R$ 1.600 já foi ajuizada.

De acordo com o advogado dos jovens, Pelé nunca foi presente na vida dos netos e tampouco prestou ajuda financeira à família. Um único encontro entre as duas partes teria acontecido em 2009.

Os dois jovens tentam seguir a carreira do avô no futebol e já treinaram no São Paulo, Paraná e Osasco, mas atualmente estão sem clube.

RELAÇÃO CONTURBADA
Pelé foi obrigado pela Justiça, em 1996, a reconhecer Sandra Regina como filha depois de um exame de DNA. Ela passou a adotar o sobrenome Arantes do Nascimento e seguiu carreira política. Eleita vereadora pela cidade de Santos, Sandra Regina morreu em 2006, aos 42 anos, vítima de um câncer de mama.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia