A estrondosa queda do Botafogo

Equipe alvinegra caiu bastante de rendimento na temporada

Por rafael.arantes

Rio - A saída do G-4 já era bem previsível e até demorou um pouco por causa de tropeços dos concorrentes diretos. O Botafogo teve muitas chances de se manter na briga mas mostrou, a cada jogo, absoluta falta de condições para disputar qualquer coisa. O time desabou com muitos problemas visíveis: falta de confiança, esquema tático desconjuntado, a liderança de campo de Seedorf omissa e sem iniciativa, estilo lento e previsível, um treinador que já parece distante do clube com soluções equivocadas e até os dirigentes oscilando entre o silêncio envergonhado e declarações sem pé nem cabeça, com exortações sem sentido.

Ao contrário do que o clube apregoa, a torcida cumpre o seu papel, apoiando até quando é possível, cobrando na hora certa. Foram dez mil abnegados que se dispuseram a ir ao Maracanã contra a Lusa para tentar dar vida a um grupo entregue às baratas. Mas nada seria capaz de ajudar um time que já se sente derrotado.Voltar ao G-4 só se acontecer um milagre que esse grupo não merece nem faz por onde. Para mostrar o quê na Libertadores?

Situação do Botafogo é cada vez mais complicadaMárcio Mercante / Agência O Dia

PURO FASCISMO

Essa violenta intervenção no Flamengo de Bandeira de Mello para determinar o que pode ou não ser feito na venda de ingressos por uma empresa particular, só poderia ser tolerada ou compreendida em uma ditadura. As leis do mercado, a livre iniciativa, a própria liberdade de operação em um negócio arriscado como o futebol, tudo sofreu uma rude agressão em nome da demagogia e da fanfarronice. Como vamos exigir o pagamento de impostos atrasados se o clube não pode se auto-gerir?

O PROTESTO

Muito bonita e oportuna a atitude dos jogadores antes dos jogos para protestar contra o calendário e defender as mudanças propostas pelo Bom Senso F.C. Tudo dentro da ordem. Talvez tenha sido a primeira manifestação desse tipo na história do futebol feita com tanta convicção e autoridade e só mesmo alguém alienado como o árbitro Alicio Pena Júnior não tenha entendido nada e até procurasse atrapalhar. Todos torcem para que, em 2015, muita coisa esteja diferente.

SUPERCAMPEÃO!

Viva o Cruzeiro, impecável, brilhante e exemplar campeão brasileiro de 2013, com todas as facilidades provocadas pela sua dedicação, competência e postura profissional. Os R$ 40 milhões de investimentos tiveram retorno, Marcelo exerceu o seu comando com sabedoria e os jogadores mostraram talento e empenho com destaque para Fábio, Dedé, Nílton, Ricardo Goulart, Willian, Borges e o melhor de todos, Éverton Ribeiro, o craque do campeonato.

BLUE JASMINE

Quando estreia um filme do grande Woody Allen param todas as máquinas porque o cinema fica em festa. É um cineasta fabuloso, com uma obra autoral em que se misturam humor negro e crônica social com o tempero de coisas básicas da vida como amor, sexo e morte. Hoje começa ‘Blue Jasmine’ com a inglesa Cate Blanchet e a certeza de uma excepcional interpretação em um filme cujo mote é a decadência de uma elite milionária e a crise americana. Soa familiar.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia