Por fabio.klotz

Estados Unidos - Um dos astros do evento que comemorou os 20 anos do Ultimate, Chael Sonnen não enfrentou quem gostaria (o americano queria encarar o brasileiro Wanderlei Silva, que não pôde por problemas físicos). A solução encontrada por Dana White foi uma luta com o amigo Rashad Evans. No coevento principal do UFC 167, Evans deu as cartas e venceu por nocaute técnico ainda no primeiro round. Em respeito ao amigo, não comemorou.

"Eu e Chael nos conhecemos bem como amigos, é chato, mas é o esporte. Em três semanas, estaremos trabalhando juntos e tudo ficará bem. Vou continuar trabalhando para buscar uma chance de disputar o cinturão. E estou pronto", disse Evans.

Os dois não queriam lutar, mas aceitaram o pedido de Dana White, presidente do Ultimate, e subiram no octógono. Neste sábado, Evans dominou o combate. Ele logo conseguiu derrubar Sonnen. No chão, teve paciência e ficou em posição favorável. Então, passou a castigar o amigo com socos nas têmporas e viu o árbitro interromper a luta.

Você pode gostar