Por ulisses.valentim

Rio - A temporada 2014 da Fórmula 1 começa em 16 de março em Melbourne com um cenário bem distinto em relação aos quatro últimos anos. O domínio da Red Bull, tão evidente com um tetracampeonato de construtores e de pilotos com Sebastian Vettel, está ao menos por enquanto, difícil de ser repetido. Com isso, uma temporada com mais imprevisibilidade está prestes a começar.

O time austríaco teve o pior desempenho entre todas as equipes nos treinos de pré-temporada no Bahrein no último fim de semana e teve de lidar com a instisfação evidente de Vettel. Em contrapartida, equipes que apenas figuraram nos últimos anos, como a Williams, tiveram desempenho muito melhor. Felipe Massa fez os melhores tempos.

Vettel e Ricciardo terão dificuldades na temporada 2014Efe

A Red Bull, soberana com motores V8 em 2013, não se adaptou aos modelos V6 turbo. Nesta temporada, cada equipe poderá utilizar somente cinco motores em todo o ano. Já os câmbios deverão durar seis provas, contra cinco de 2013. Quem ultrapassar esse limite será punido. Na aerodinâmica, foram banidos os degraus nos bicos dos carros e cada equipe deu um toque bem particular aos seus modelos de 2014.

Além da Williams, outra equipe menos cotada como a Force India, também fez bons treinos com Sergio Pérez. Para Massa, seu carro está equilibrado e por isso há motivos para acreditar num bom ano na Williams. "Estou muito feliz com o carro e sinto que achamos um bom equilíbrio. Trabalhamos no acerto, mas é muito importante que viajemos preparados para a Austrália”, disse.

Animado, o brasileiro não tira a Red Bull do páreo apesar do péssimo trabalho na pré-temporada. "Vimos que a Red Bull lutou todos os dias, e os tempos que eles fizeram na sexta-feira não foram tão ruins. Você não pode excluir a RBR e a Lotus como candidatas ao título, porque quando eles conseguirem corrigir os problemas terão um bom carro. Eles sabem como fazer um carro vencedor", disse Massa.

Diretor da Red Bull nega revolta de Vettel, mas admite equipe abaixo de rivais

Pelos treinos em Jérez de la Frontera e no Bahrein, Williams, Ferrari e Mercedes devem iniciar melhor a temporada, com a McLaren como quarta força. Essas foram as equipes que melhor se adaptaram às novas regras da categoria.

Christian Horner, diretor-esprtivo da Red Bull, admitiu que a tetracampeã mundial não começa a temporada em igualdade com as rivais e precisará correr contra o tempo para estar competitiva em Melbourne. Especulações entre jornalistas que cobrem o circuito da Fórmula 1 dão conta que a equipe vai desenvolver um novo carro para a temporada europeia, a partir de junho.

"Não sei de onde veio a especulação. Teremos um carro com adaptações, como todos os anos, e isso vai acontecer com o desenvolvimento a cada GP - e não apenas para a temporada europeia. Não há carta na manga nesse sentido, é uma questão de soluções de engenharia para problemas de engenharia", disse Horner.

Você pode gostar