Após 2 derrotas seguidas, Real goleia e não deixa concorrentes abrirem frente

Cristiano Ronaldo deixou o dele na partida

Por victor.abreu

Espanha - Pressionado pelas duas derrotas sofridas nos últimos dias e pelas vitórias de Barcelona e Atlético de Madrid, seus concorrentes na briga pelo título do Campeonato Espanhol, o Real Madrid não se deixou abater e goleou o Rayo Vallecano por 5 a 0 neste sábado no estádio Santiago Bernabéu.

Português comemora o seu gol na partidaEfe

A semana não foi das melhores para a equipe do técnico Carlo Ancelotti, que no domingo foi derrotada por 4 a 3 no clássico contra o Barça e quatro dias depois perdeu para o Sevilla por 2 a 1. Com o triunfo de hoje, porém, o time se mantém próximo dos líderes.

O Atlético continua na ponta, com 76 pontos, depois de ter batido o Athletic Bilbao por 2 a 1, enquanto a equipe catalã, que levou a melhor sobre o Espanyol por 1 a 0, é segunda colocada, com 75, dois a mais que o Real.

Tendo que conciliar o Espanhol e a Liga dos Campeões, em que seus comandados terão pela frente o Borussia Dortmund na próxima quarta-feira, Ancelotti poupou alguns jogadores, entre eles o lateral-esquerdo Marcelo e o meia Luka Modric.

Com isso, houve espaço para o aproveitamento do volante Casemiro, que entrou no segundo tempo. Embora tenha sido melhor desde o começo, o time da casa foi para o intervalo vencendo por apenas 1 a 0.

O único gol da primeira etapa foi marcado aos 15 minutos por Cristiano Ronaldo, que chegou a 28 no campeonato, do qual é o artilheiro isolado.

Na volta dos vestiários, o Real deslanchou e balançou a rede outras quatro vezes, uma por Carvajal, duas em seguida por Bale, que na segunda delas arrancou da intermediária de ataque, e uma por Moratta, em lindo chute de fora da área.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia