Engasgado com jejum da Alpha Male, TJ Dillashaw promete destronar Barão

Lutadores se enfrentam em decisão pelo título dos galos do UFC

Por pedro.logato

Rio - A freguesia recente do MMA mundial é um soco no estômago da Alpha Male. Embora tenha sido eleita a melhor do mundo por dois anos consecutivos, a academia da Califórnia carrega o estigma do vice e de não ser páreo para a Nova União quando o assunto é disputa de cinturão: são quatro duelos, todos favorecendo os brasileiros. Pressionado a mudar esse panorama, TJ Dillashaw, 28 anos, diz que possui as armas para pôr fim ao jejum, dia 24, em Las Vegas (EUA). Renan Barão, no entando, garante que tudo continuará como está.

TJ Dillashaw busca vitória contra brasileiroDivulgação

Urijah Faber deu início à escrita em 2010, quando caiu para o campeão dos penas, José Aldo, no extinto WEC. Entre os galos, no UFC, protagonizou duas batalhas com Barão. Todas sem sucesso. Em 2012, Chad Mendes teve a sua chance, mas sofreu nocaute para Aldo. No dia 2 de agosto, há a esperança de melhor sorte na revanche. Antes, porém, o pepino está nas mãos de TJ Dillashaw, no UFC 173.

“Acredito no que faço e sei que tenho o estilo certo para vencer Barão”, disse TJ, explicando o jejum histórico: “A Nova União tem grandes lutadores, Renan Barão e José Aldo são atletas fantásticos. Passamos por momentos complicados nas disputas de cinturão, mas tenho certeza que o Chad, por exemplo, tem chance de vencer Aldo e eu tenho as armas para triunfar”.

Contra a raiva californiana, a confiança brasileira. Otimista, Renan Barão, 27 anos, garante que Dillashaw vai se frustrar outra vez. Será coadjuvante de um grande espetáculo. </CW>“Tomara que eles continuem sendo vice por muito tempo (risos). Espero um grande show, porque ele é um cara que cai pra dentro”, diz o campeão dos galos, garantindo que o freguês não terá razão nessa briga de foice.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia