Grand Prix de Cuba abre ciclo olímpico do judô e renova otimismo de Penalber

Terceiro colocado no ranking mundial, o atleta pretende iniciar com pé direito a briga para estar nos Jogos do Rio-2016

Por rodrigo.hang

Rio - Começa nesta sexta-feira a corrida por vaga nos Jogos do Rio-2016. O Grand Prix de judô de Havana, em Cuba, abre o ciclo olímpico e será a primeira oportunidade dos atletas somarem pontos para o ranking que vai definir os representantes no principal evento esportivo do planeta.

Victor Penalber vai brigar para disputar os Jogos Olímpicos de 2016Divulgação

Será a primeira vez que Cuba sediará o torneio que vale 300 pontos para o primeiro colocado de cada modalidade, 180 para o segundo e 120 para os terceiros. Estão inscritos 334 atletas, sendo 180 no masculino e 154 no feminino, de 47 países.

Terceiro lugar no ranking mundial até 81kg, Victor Penalber promete disputa acirrada e otimismo para começar a disputa já disparando na briga pela sonhada vaga olímpica.

"É importante começar com pé direito. O nível das próximas competições estará cada vez mais elevado e todos tem o sonho de disputar uma Olimpíada", decretou Penalber.

O Brasil terá 15 representantes: Eric Takabatake (60kg), Diego Santos (60kg), Leandro Cunha (73kg), Marcelo Contini (73kg), Victor Penalber (81kg), Tiago Camilo (90kg), Renan Nunes (100kg), Hugo Pessanha (100kg), Walter Santos (+100kg), Sarah Menezes (48kg), Gabriela Chibana (48kg), Érika Miranda (52kg), Raquel Silva (52kg), Katherine Campos (63kg) e Bárbara Timo (70kg).

Na sequência, a equipe brasileira fará preparação em Paris para a disputa do Mundial de judô da Rússia. A expectativa de Penalber é de conquista de medalha, superando o mau desempenho que teve no Mundial do Rio, em 2013.

"Acho que será diferente do Rio. Foi meu primeiro mundial, cheguei como lider do ranking e com a responsabilidade de lutar em casa. Foi bem atípica a situação. Desta vez, chegarei mais bem preparado e com a experiencia. Sei que posso trazer a medalha de ouro", afirmou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia