Brasil sofre, mas vence o Uruguai e garante vaga no Pan-Americano de 2015

Seleção termina o Sul-Americano na terceira colocação

Por fabio.klotz

Venezuela - O Brasil sofreu, voltou a ter uma pane em quadra, mas conseguiu vencer o Uruguai, nesta segunda-feira, por 66 a 61 e garantiu o terceiro lugar no Sul-Americano e uma vaga no Pan-Americano de 2015, em Toronto, no Canadá. O jogo parecia encaminhado. Porém, a Seleção quase pôs tudo a perder no último quarto. Com sofrimento, chegou ao triunfo e garantiu o objetivo.

Rafael Luz foi um dos destaques da vitória do Brasil sobre o UruguaiDivulgação

O principal pontuador do Brasil foi o ala-armador Vitor Benite, autor de 16 pontos. O pivô Rafael Hettsheimer anotou um duplo-duplo, com 14 pontos e 10 rebotes. Rafa Luz foi outro destaque, com 11 pontos e uma cesta decisiva na reta final do jogo. Gegê e Olivinha saíram do banco e ajudaram a Seleção em momentos importantes.

Comandada por José Neto, a Seleção se despede na terceira colocação. O Brasil perdeu para a Argentina na fase de grupos e para a Venezuela na semifinal. Nos dois jogos o time vacilou e sofreu uma pane na reta final. Deste elenco, o técnico Magnano deve utilizar dois jogadores na Copa do Mundo.

O cestinha do duelo com o Uruguai foi Fitipaldo, autor de 26 pontos. Ele comandou a reação do time no último quarto. Aguiar anotou 15 pontos.

O jogo

O Brasil sofreu com as bolas de três do Uruguai no primeiro quarto. Os rivais acertaram quatro arremessos longos. A Seleção usou as infiltrações e chutes de média distância para responder. Na linha dos três, o Brasil errou os sete arremessos. Com destaque para Hettsheimer, autor de oito pontos, o Brasil venceu a parcial por um ponto: 18 a 17.

A Seleção demorou a se encontrar ofensivamente no segundo período. O Uruguai também amassava o aro. O Brasil acordou com as duas bolas de três seguidas de Gegê. Ele e Olivinha entraram bem e ajudaram a Seleção a abrir vantagem de sete pontos de frente (36 a 29).

Com Benite e Hettsheimer, o Brasil conseguiu dominar e controlar o jogo no terceiro período. A Seleção entrou no último quarto com dez pontos de frente. A vantagem foi pulverizada logo no começo da última parcial. Fitilpado comandou a reação uruguaia. A diferença caiu para um ponto. José Neto parou o jogo. O ataque brasileiro continuou com problemas. Osimani, com bola de três, virou a partida. Rafael Mineiro, com cesta e falta, devolveu a liderança à Seleção. A bola de Rafa Luz deu tranquilidade. O Brasil sofreu, mas venceu e garantiu a vaga no Pan-Americano de 2015.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia