Nada muda no futebol brasileiro

Menos de um mês após vexame na Seleção, Felipão chega com status de herói ao Grêmio

Por pedro.logato

Rio - É impressionante a velocidade de recolocação de Felipão no mercado nacional. Pouco mais de 15 dias depois do maior vexame da história do nosso futebol, ele volta às origens no Grêmio que pretende se renovar e melhorar no Campeonato Brasileiro com essa mudança. Mais sintomático é que o demitido, Enderson Moreira, uma boa novidade que surgiu com novas ideias em Goiás, prometia evoluir no Sul mas acabou esbarrando em algumas derrotas.

Não se trata de considerar Felipão ultrapassado e ele pode até, com o seu jeitão, acalmar o ambiente interno. Mas é incrível como os dirigentes de clubes voltam sempre ao ponto de partida, convivem em um círculo vicioso com os mesmos nomes e isso se aplica a todas as suas outras decisões nos clubes, inclusive as financeiras. Mais ou menos a mesma coisa aconteceu com o Flamengo, sem paciência com Jayme de Almeida e que ressuscitou Vanderlei, também como Felipão, uma cria da casa. Ou até Dunga na Seleção. E assim as coisas andam e ficamos esperando apenas por um certo imponderável ou pelo talento perdido (ou distante) dos nossos craques.

Felipão está de volta ao futebol brasileiroPaulo Campos

900 MIL?

Dirigentes do Flamengo se disseram dispostos a pagar, com ajuda de patrocinadores, R$ 900 mil por mês a Robinho. Duas questões se impõem: a essa altura, ele vale tudo isso? Claro que não. E, mesmo que o objetivo fosse alavancar o marketing com um nome famoso, certamente isso criaria tensões internas e ciumeiras, até porque ele não é um jogador combativo. Conclusão: os novos dirigentes do Flamengo só usam a palavra ‘modernidade’ da boca para fora. São farinha do mesmo saco.

ESPERANÇA

A torcida do Vasco, com pouca esperança, é verdade, continua torcendo por uma subida de produção do time, já temerosa de que a Série B se prolongue por mais um ano. Nesta quarta-feira, de novo, terá pela frente a conhecida Ponte Preta, timezinho fraco e que não exige tanta competência para ser batido. Mas o Vasco se enrolou feio no sábado, pelo Brasileiro, e hoje tenta repetir o brilhareco da semana passada, pela Copa do Brasil. Tem boa vantagem e a volta de Rodrigo à zaga é ponto positivo.

DEGRINGOLADA

O Botafogo vive uma situação ruim em vários níveis. Dívidas monumentais, capacidade nula de gerar investimentos, indisciplina, política interna tumultuada com uma oposição que não inspira confiança e uma solitária esperança: a participação mais efetiva de Carlos Augusto Montenegro, nome de maior prestígio no clube e que deve patrocinar um nome forte de fora. Mas será que só isso tira o clube do lodaçal? É improvável. O clube deu uma grande degringolada.

O NOVO ESQUEMA

No Fluminense, há boa discussão sobre o que acontecerá com o esquema tático quando o time tiver de volta o centroavante, seja ele Walter e, principalmente, Fred. Será possível a dinâmica do rodízio e a agilidade que se viu contra o Atlético-PR? Naquele jogo em que o time atuou muito bem, Jean, Cícero e Conca, com talento, criaram à vontade enquanto Wagner e Sóbis mudavam toda hora de posição, com muitas variações. Deu certo, mas isso seria possível com Fred?

Fred está retornando ao Tricolor Divulgação

RONALDINHO FECHOU UM CICLO ATÉ SURPREENDENTE

Muita gente (ou quase todo o mundo) não acreditava que Ronaldinho fosse dar certo no Atlético-MG, principalmente depois de um período em baixa no Flamengo. Mas ele se esforçou e, além de participar de uma conquista histórica, deu ao time um novo status e uma imensa personalidade. A coisa esfriou, Ronaldinho, infelizmente, não fez por onde ser convocado para a Copa e, agora, deverá entrar, no Rio ou no exterior, em sua última aventura.Pode dar algum caldo, mais como coadjuvante de luxo do que como protagonista.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia