Por victor.abreu
Ibrahimovic 'salvou' a equipe sueca de deficientes Reuters

Suécia - Zlatan Ibrahimovic divide opiniões entre os fãs e os especialista de futebol. Egocêntrico e irônico, o craque é um dos principais jogadores da história da Suécia e ganhou ainda mais a idolatria de seu povo ao doar cerca de 350 mil Coroas Suecas (R$ 115 mil), para a seleção nacional de deficientes intelectuais.

LEIA MAIS: Confira notícias e bastidores do Futebol Internacional

A equipe não tinha condições financeiras para participar da Copa do Mundo da categoria, que será disputada neste mês, em São Paulo, no Brasil. O pedido para Ibrahimovic partiu da seleção dos deficientes intelectuais, que contactou diversos jogadores importantes do futebol sueco.

"Futebol deveria ser jogado por todos, não importando o gênero, se é deficiente ou não. Quando perdemos a Copa do Mundo,eu fiquei muito desapontado, mas quando fiquei sabendo do 'Unknown Team' ('Time desconhecido', como é apelidada a seleção de deficientes intelectuais da Suécia), disse para mim mesmo que eu faria de tudo para ajudá-los a ter a experiência de uma Copa do Mundo. Não tinha nada a pensar. Agora, irei experimentar a Copa através deles", disse Ibrahimovic ao site da Federação Sueca.

No grupo com Brasil, Japão e Arábia Saudita, os suecos estreiam na próxima segunda-feira contra os donos da casa. Stefan Jonsson, treinador da seleção sueca de deficientes intelectuais comemorou o presente de Ibrahimovic.

"É inacreditável, incrível, fantástico. Ainda tenho que me beliscar para acreditar que é verdade. Graças a Zlatan um sonho de longa data irá se tornar, em breve, uma realidade para todos os envolvidos", declarou Stefan ao jornal sueco Hela Hälsingland.

Você pode gostar