Emerson passa por novo julgamento e é punido por ofensas à CBF

Atacante, ex-Botafogo, voltou a ser julgado pela expulsão contra o Bahia e pelas declarações contra a Confederação

Por edsel.britto

Rio - Emerson Sheik, demitido do Botafogo no início do mês de outubro, passou por novo julgamento na tarde desta quarta-feira por conta da expulsão contra o Bahia, no dia 17 de setembro. Após ser absolvido pela primeira comissão do STJD pela ofensas à CBF, o atacante foi punido pelo Pleno em um jogo por conta das declarações.

O Tribunal também manteve a pena de quatro jogos por ofensas ao árbitro Igor Junio Benevenuto e aumentou em mais um por jogada desleal. No total, a punição de Emerson chega a seis partidas. Sheik foi novamente denunciado em três artigos: 243-F (Ofensa à arbitragem), 254 (Jogada violenta) e 258 (Atitude reiterada de afronta e reclamação contra instituições e autoridades com claro intuito intimidatório e desrespeitoso através da mídia) do CBJD - Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Emerson Sheik foi punido em jogo após críticas a CBF em jogo contra o BahiaAndré Mourão

Ramírez e Julio Cesar, outros dois jogadores do Botafogo que também foram expulsos na partida contra o Bahia, passaram novamente por julgamento. O peruano teve a pena de um jogo mantida, a qual já foi cumprida, enquanto o lateral-esquerdo, que também foi demitido do clube ao lado de Sheik, foi punido novamente em quatro partidas por ofensas ao árbitro.

Sem ainda terem os contratos rescindidos com o Botafogo, Emerson e Julio Cesar já começarão a cumprir as punições a partir da próxima rodada. Caso o vínculo seja encerrado antes do fim das suspensões, os jogadores pagarão as penas pelos próximos clubes no ano que vem.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia