Robinho divulga vídeo negando caso de estupro de jovem brasileira na Itália

Atacante é acusado de violência sexual na época em que defendia as cores do Milan

Por bernardo.argento

Rio - Robinho decidiu se manisfestar após o jornal italiano "Corrie Dello Sport" ter revelado uma suposta tentativa de estupro coletivo do jogador contra uma jovem brasileira, na Itália. O episódio teria ocorrido na época em que o atacante defendia o Milan. Em um vídeo exibido pela Santos TV, o atleta desmente as acusações.

"Venho me pronunciar pela primeira e última vez sobre o assunto. Em respeito a minha família e a todas as pessoas que gostam de mim. Hoje acordei com uma notícia muito triste e mentirosa, que me deixou profundamente revoltado, sobre um site que eu me envolvi com uma garota que eu não sei quem é, não conheço, desconheço qualquer informação desse calão. Quem me conhece sabe da minha índole, sabe do meu caráter e, graças a Deus, tenho uma família abençoada, tenho esposa, tenho filhos e tenho milhões de crianças que se espelham em mim. Fiquei muito triste e muito revoltado com essa notícia. Então espero que os meios de comunicação tenham responsabilidade em publicar qualquer tipo de notícia, pois os meus advogados sabem que qualquer informação que seja mentirosa, eles vão tomar as medidas cabíveis. Venho agradecer aos torcedores de todos os lugares que me mandaram mensagens carinhosas e, em especial, aos torcedores do Santos. Mesmo com essa notícia mentirosa e eu ficando muito revoltado, não vai tirar meu foco do Santos e do meu bom momento aqui no clube", comentou.

LEIA MAIS: Robinho é suspeito de estupro coletivo na Itália 

Antes das imagens divulgadas, o site oficial de Robinho também descartou qualquer envolvimento do atacante no caso, ressaltando que irá tomar as providências cabíveis contra o diário.

"Robinho afirma que não tem qualquer participação no episódio mencionado. Todas as providências legais já estão sendo tomadas", divulgou o craque.

Entenda o Caso

De acordo com o "Corriere Dello Sport", o jogador conheceu a jovem num jantar em Milão. No encontro, estavam amigos e a esposa do atleta. Depois de deixar a mulher em casa, ele retornou ao local acompanhados dos colegas e foi o mentor da violência contra a menina. A suposta vítima prestou depoimento e Robinho se defendeu. O Ministério Público pediu a prisão do atacante, mas a juíza Alessandra Simion rejeitou o pedido alegando que não existia razão para precaução, nem risco de reincidência, fuga ou supressão de provas.

Esta não é a primeira vez que Robinho é acusado de estupro. Quando defendia o Manchester City, em 2009, uma jovem alegou que havia sido abusada pelo Rei das Pedaladas em uma boate em Leeds. No entanto, após esclarecer o caso com a polícia, a investigação chegou ao fim.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia