Um dia perigoso para o Vasco

Cruzmaltino escolhe seu novo presidente nesta terça-feira

Por pedro.logato

Rio - Eleições são sempre bem-vindas como reflexo de democracia e chance de renovação. Mas o dia de hoje para o Vasco pode ser também perigoso. Há uma forte possibilidade da volta de Eurico Miranda e de tudo o que ele representa de atraso e de métodos condenáveis de atuação. Mas Eurico ainda exerce certa sedução no quadro social por suas bravatas e porque, na época em que foi vice de futebol, o Vasco tinha um time forte. Depois tudo desandou e ele conseguiu confundir sua figura arrogante com o pretenso poder. Dinamite mudou os ares, mas sua administração foi medíocre e incompetente. Os principais candidatos não empolgam — nem Julio Brant, cercado por figuras tradicionais, e nem Roberto Monteiro, o mais oposicionista. Mas qualquer dos dois abriria um horizonte melhor.

Roberto Dinamite deixa o Vasco, após cinco anosMárcio Mercante / Agência O Dia

DIFÍCIL SAÍDA

O Botafogo tenta mudar de vida daqui a duas semanas. É lamentável que Maurício Assumpção tenha detonado seu prestígio com o caos que deixou esse ano. A tal ponto que nem há situação na eleição. Thiago Cesário Alvim, apoiado por Montenegro, é favorito. Carlos Eduardo Pereira é oposição autêntica e resta saber se tem esquema capaz de tirar o clube do atoleiro.

DESABAFO

Vanderlei está certo nas críticas pesadas aos jogadores que relaxaram contra o Sport. Não se sabe como o grupo vai reagir a uma lavagem de roupa suja em público mas como Vanderlei tem crédito, tudo deverá ser assimilado. Reforços são fundamentais para a próxima temporada e quem quiser ficar que capriche nos últimos jogos do Brasileiro.

FLU A PERIGO

Pela matemática, o Flu está rigorosamente na briga pelo G-4, até porque o grupo poderá se transformar em G-5. Mas a torcida anda incrédula. A exibição contra o Coritiba deixou todo o mundo desanimado. No momento, Grêmio e Galo parecem mais embalados.Tanto Inter como Corinthians e Flu são muito irregulares. Pelo elenco, teria que ser mais fácil para o Flu.

FUNDO DO POÇO

Se não acontecer de novo </MC>uma daquelas reações heroicas, a turma da degola já parece certa. Criciúma, Bahia, Botafogo e Vitória dão a impressão de não terem forças para sair da lama. Só há dois times que poderiam substituir um dos quase condenados: o Chapecoense, que vence muito em casa, e o Coritiba, que está em ascensão e tem o veterano Alex.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia