Tom Brady brilha, Patriots viram contra o Seahawks e vencem o Super Bowl

Com atuação de gala do quarterback no último quarto, New England vence pela quarta vez a NFL

Por thiago.antunes

Estados Unidos - Tom Brady escreveu seu nome na história da NFL de vez. Uma verdadeira lenda da Liga, o camisa 12 teve atuação de gala no último quarto e liderou o New England Patriots na vitória sobre o Seattle Seahawks por 28 a 24 de virada neste domingo, no University of Phoenix Stadium.

Com quatro passes para touchdown, Brady conquistou seu quarto título da NFL com o New England Patriots, se igualando a Joe Montana e Terry Bradshawn como o quarterback com maior número de conquistas. Além disso, o camisa 12 garantiu mais um recorde para o seu currículo. Agora ele é o jogador com mais passe para touchdown na história do Super Bowl (13), superando Joe Montana.

GALERIA: Patriots vencem o Seahawks no Super Bowl

Aos 37 anos e quatro títulos no currículo, Tom Brady agora entra na discussão como um dos melhores jogadores de todos os tempos do futebol americano, possivelmente até o melhor que já passou pela NFL. Brady também igualou mais um recorde. O jogador é, pela terceira vez, MVP da decisão, ao lado de Joe Montana.

Tom Brady teve atuação brilhante e decisiva na virada do PatriotsEfe

Após o jogo, Robert Kraft, dono do New England Patriots, não conteve a alegria pelo quarto título da franquia e fez um agradecimento especial ao Brasil por conta de Gisele Bundchen, esposa de Tom Brady.

"São quatro títulos em 14 anos. Isso tudo graças ao Tom Brady e também por conta da sua esposa (Gisele Bundchen), Obrigado ao Brasil por termos ela ao nosso lado, obrigado ao povo brasileiro pelo apoio que nos deram, e espero e quero muito poder jogar uma partida no Brasil", disse.

O JOGO

Logo na segunda posse de bola do ataque do New England Patriots no primeiro período, Tom Brady liderou a equipe em uma última campanha até chegar a beira da endzone. Porém, na hora da decisão, o quarterback deu um péssimo passe e a forte defesa do Seattle mostrou sua face com o cornerback Lane interceptando a bola.

No entanto, O ataque dos Seahawks pouco conseguia produzir e quem ficava com a bola na mão eram os Patriots. Brady controlava o relógio e mantinha a posse durante a maior parte do primeiro tempo. Faltando 9:51 para o fim da primeira etapa, o camisa 12 de New England achou um belo passe para Brandon LaFell marcando os primeiros pontos da partida.

Em jogo disputado%2C Patriots vencem o Seahawks e garantem quarto título do Super BowlEfe

Com dificuldades no ataque, o Seattle encontrou o seu ritmo quando Russell Wilson finalmente completou um bom passe de 44 jardas para o novato Chris Matthews, que fez a sua primeira recepção na carreira. Na jogada seguinte, o running back Marshawn Lynch invadiu a endzone e deixou tudo igual faltando 2:15 para o intervalo em Glendale.

Apesar do pouco tempo no relógio, Tom Brady foi letal e preciso. Em uma campanha que durou apenas um minuto e 45 segundos e atravessou 80 jardas, o camisa 12 colocou o New England novamente em vantagem no placar após passar para mais um touchdown, desta vez de Gronkowski.

Novamente com a bola na mão, mas faltando apenas 29 segundos para o fim do primeiro tempo, Russell Wilson precisava tirar um coelho da cartola para impedir que o Seattle fosse para os vestiários atrás no placar. E foi justamente isso que o camisa 3 dos Seahawks conseguiu. Após jogadas longas e dinâmicas, Wilson achou o wide reciver Chris Matthews sozinho na endzone para anotar o primeiro touchdown de sua carreira e empatar o jogo antes do show do intervalo.

Em jogo disputado%2C Patriots vencem o Seahawks e garantem quarto título do Super BowlEfe

Animados após empatar a partida no fim do primeiro tempo, o Seattle voltou com tudo após o intervalo e logo na primeira campanha, anotou um field goal e passou a frente no placar pela primeira vez: 17 a 14. Após fazer uma ótima primeira etapa, Tom Brady voltou um pouco lento no terceiro quarto e em sua primeira investida no ataque, foi novamente interceptado, desta vez pelo linebacker Bobby Wagner.

O erro de Brady prontamente foi respondido pelo Seattle. Em mais uma jogada longa, Wilson fez ótima jogada de corrida e colocou os Seahawks em posição de anotar mais um touchdown. Logo na sequência, o camisa 3 fez ótimo passe para Doug Baldwin para ampliar ainda mais a vantagem no placar: 24 a 14.

Precisando de o seu principal craque, o New England apostou todas as suas fichas em Tom Brady no último quarto para reverter a vantagem no último quarto e ir em busca do quarto título da franquia. Logo na primeira campanha ofensiva, o camisa 12 fez ótimas jogadas apesar de sempre estar pressionado pela defesa do Seattle, e após um passe espetacular para Dani Amendola, os Patriots voltaram para o jogo e reduziram a desvantagem: 21 a 24. De quebra, Brady ainda ultrapassou Joe Montana e tornou-se o jogador com mais passes para touchdown na história do Super Bowl, com 12.

Em jogo disputado%2C Patriots vencem o Seahawks e garantem quarto título do Super BowlEfe

Novamente com a bola, Tom Brady mostrou porque é considerado uma lenda viva da NFL. Com passes precisos e letais em sequência, o camisa 12 do patriots achou Amendola sozinho na endzone e com um passe espetacular, virou o jogo para o New England faltando apenas 2:06 para o fim do jogo.

Porém, o Seattle ainda tinha uma última carta na manga e bastante tempo no relógio. Após um passe longo de Russell Wilson, Jermaine Kearse muito bem marcado, fez uma recepção inacreditável após já estar caído no chão e garantiu um avanço de 33 jardas, colocando os Seahawks à beira da endzone, mas faltando apenas uma jarda para virar o jogo, o camisa 3 fez um passe ruim e Malcom Butler, dos Patriots, interceptou a bola e garantiu o quarto título da NFL para a franquia de Massachusetts.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia