Dunga nega intenção de comandar Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio

Treinador deixou claro que Gallo deve liderar a equipe

Por pedro.logato

Rio - Comandante da equipe brasileira nos Jogos de Pequim (2008), o técnico Dunga afirmou ontem que não tem intenção de substituir Alexandre Gallo na busca pelo inédito ouro olímpico no Rio, em 2016. “A Seleção sub-20 e a Seleção olímpica têm um treinador, que é o Gallo. Estou muito focado no que é o meu trabalho (a equipe principal)”, afirmou Dunga, durante evento em que assinou contrato com a Chevrolet.

Dunga disse que não vai comandar seleção olímpicaCarlos Moraes

Ao seu lado, o coordenador de Seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, confirmou que Gallo continua como técnico das equipes sub-20 e olímpica, mesmo após ter perdido o cargo de coordenador da base para Erasmo Damiani.

Gilmar afirmou também que o Brasil vai disputar o torneio masculino de futebol do Pan-Americanos de Toronto, em julho. “O Brasil vai participar, sim. O Brasil tem que participar do maior número possível de competições para poder avaliar. Temos uma geração que está a ser descoberta, temos muito bons valores no Brasil. É uma oportunidade de a gente ampliar esse leque de observações”, afirmou Gilmar. Mas a CBF ainda estuda qual Seleção mandará para o Pan.

No ano passado, o COB chegou a informar que o país não teria uma equipe masculina no Canadá pelo fato de as partidas serem disputadas em campos de grama sintética.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia