Macaé perde para o Mogi e desperdiça nova chance de se garantir no playoff

Equipe precisa de uma vitória para assegurar vaga

Por fabio.klotz

Rio - Ainda não foi desta vez que o Macaé se garantiu matematicamente no playoff do Novo Basquete Brasil (NBB). Nesta sexta-feira, o time fez jogo duro, chegou abrir vantagem, mas levou a virada em casa e perdeu para o Mogi das Cruzes por 95 a 89. O Macaé precisa de mais uma vitória para assegurar vaga no mata-mata, algo inédito para o clube.

Tyrone tenta mais dois pontos%3A ele foi o cestinha do jogoRaphael Bózeo / Macaé / Divulgação

O norte-americano Tyrone foi o cestinha do duelo. O ala-pivô de Mogi anotou 28 pontos. Jimmy e Gerson anotaram 15 pontos cada e também se destacaram na vitória do clube paulista, quarto colocado do NBB.

Pelo Macaé, o principal pontuador foi o armador norte-americano Jamaal. Ele marcou 20 pontos. Eddy e João anotaram 15 pontos cada. Agora, o time tem a campanha de nove vitórias em 28 jogos, ocupando o 12º lugar.

Na próxima rodada, o Macaé jogará mais uma vez em casa e vai enfrentar o vice-líder Limeira, na quarta-feira. Mogi volta à quadra na terça-feira e terá pela frente o líder Bauru, fora de casa.

O jogo

O Macaé conseguiu abrir sete pontos de frente no primeiro período (16 a 9), mas o Mogi logo se recuperou e diminuiu a diferença para dois (21 a 19) ao fim do quarto. O clube paulista começou com tudo na segunda parcial e abriu vantagem. O técnico Léo Costa parou o jogo. O duelo ficou equilibrado, até que o Mogi novamente se distanciou do placar (35 a 29). O Macaé pediu tempo de novo. Demorou um pouquinho, mas os donos da casa reagiram. Paco García parou a partida. Mogi reassumiu o controle do jogo, mas o Macaé deu o bote na reta final e foi para o intervalo em vantagem: 44 a 42.

No terceiro quarto, o Macaé conseguia levar vantagem nos rebotes ofensivos. A vantagem pulou para oito pontos. Mogi acertou a defesa e engatou uma corrida de 13 a 0, virando o placar. Os donos da casa se perderam, até com faltas técnicas. A situação ficou ainda pior no último quarto, quando Mogi emplacou uma sequência de 8 a 0 e abriu 14 pontos de frente. O Macaé tentou reagir, mas amargou a derrota.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia