Por victor.abreu

Itália - Filippo Inzaghi está à beira de se tornar o terceiro treinador do Milan a ser demitido em pouco mais de um ano, após a humilhante derrota em casa por 3 x 1 contra o Genoa na quarta-feira.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e jogos: os destaques do futebol internacional

Passagem de Inzaghi pelo comando técnico do Milan pode estar perto do fimReuters

A mídia italiana relatou nesta quinta-feira que o treinador da base, Cirstian Brocci, poderia assumir a equipe nas cinco últimas partidas da temporada, em uma tentativa de salvar o clube de uma possível vergonha.

Em todo caso, é esperado que Inzaghi seja substituído no final da temporada por um técnico mais experiente, mas as derrotas para a Udinese e o Genoa em um espaço de cinco dias deixaram o Milan em 10º e em perigo de cair na tabela.

Inzaghi disse na noite de quarta-feira que queria continuar, mas esperava conhecer seu futuro "amanhã".

O técnico disse que seu time perdeu o rumo após um empate sem gols contra a Inter de Milão em 19 de abril. "A luz apagou após a partida com a Inter, e está difícil ligá-la", disse.

"Este elenco vale mais do que o número de pontos feitos, mas deveríamos ter feito mais. Nos treinos penso que os jogadores sempre deram seu melhor. Acho que o problema no momento é psicológico", completou.

O Milan fez 43 pontos em 33 partidas - 33 a menos que a líder Juventus.

A vitória de quarta-feira ocorreu após o encontro do ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, dono do clube, e o empresário tailandês Bee Taechaubol para discutir a venda de participação do time.

Você pode gostar