Figo comemora renúncia de Blatter: 'Um dia bom para FIFA e para o futebol'

Ex-jogador português seria um dos candidatos à presidência da entidade, mas abriu mão da disputa na véspera do pleito

Por victor.abreu

Figo era um dos candidatos à presidência da Fifa, mas não esteve na disputa contra BlatterReuters

Portugal - Luis Figo era para estar entre os candidatos à presidência da Fifa no pleito da entidade, ocorrido na última sexta-feira. Mas o ex-jogador retirou sua candidatura oito dias antes das eleições, deixando apenas Joseph Blatter e o príncipe jordano Ali Bin-Hussein na disputa pelo cargo.

LEIA MAIS: Joseph Blatter renuncia ao cargo de presidente da Fifa

Mas a vitória de Blatter, que iria para o seu quatro mandato à frente da entidade máxima do futebol, foi curta. Nesta terça-feira, o dirigente suíço fez um pronunciamento informando que iria abrir mão dos seus poderes na Fifa e que uma nova assembleia eleitoral seria convocada. Nas redes sociais, o ex-jogador da seleção portuguesa comentou a renúncia do seu adversário.

Romário comemora decisão de Blatter e pede a renúncia de Del Nero da CBF

"Um dia bom para FIFA e para o futebol. A mudança está finalmente a chegar. Como disse na minha declaração de sexta-feira: o dia podia tardar, mas chegaria. Ele aí está! Devemos agora, de forma responsável e serena, procurar uma solução consensual em todo o mundo para que comece uma nova era de dinamismo, transparência e democracia na FIFA", escreveu Figo, no Facebook.

Agora, Domenico Scala será o presidente do comitê eleitoral da Fifa e responsável pela organização do próximo pleito, que será feito entre dezembro e março de 2016. Até lá, Blatter segue no comando da Fifa.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia