Por pedro.logato

Rio - Em meio a crise da Fifa, que respinga na CBF, a entidade máxima do futebol brasileiro conseguiu ao menos nesta segunda-feira uma notícia positiva para os seus interesses. O presidente, Marco Polo Del Nero, e os mandatários de todos os clubes da Série A, a exceção do Corinthians, realizaram uma reunião na sede da Confederação, na Barra da Tijuca. Em pauta, uma maior autonomia para os clubes brasileiros no Conselho Técnico. A proposta agradou a maioria das agremiações, sendo um grande baque a ideia da criação de uma liga.

Del Nero se reuniu com presidentes dos clubes da Série AEfe

Em um evento que durou cinco horas na sede da entidade, no Rio de Janeiro, ficou acordado que, entre as mudanças estatutárias previstas para serem sacramentadas na assembleia-geral de quinta-feira, os conselhos técnicos terão, efetivamente, poder de decisão em relação às competições da entidade. A limitação de mandato, com apenas uma reeleição, e uma nova forma de escolha de vice-presidentes também estarão na pauta. Atualmente, não há restrição para reeleições e a CBF conta com cinco vice-presidentes, que representam cada região do Brasil. O grupo, capitaneado por Del Nero, assumiu a CBF em abril deste ano.

Outro ponto de discussão no encontro foi Medida Provisória 671 - conhecida como MP do Futebol ou Profut -, que renegocia as dívidas dos clubes com a União, estimadas em R$ 4 bilhões, em troca de contrapartidas. Uma nova reunião está marcada para sexta-feira, também com os 20 participantes da Série A, para tratar exclusivamente deste assunto. No evento desta segunda, ficou decidido ainda a criação de uma comissão permanente dos clubes, composta por Atlético-MG, Atlético-PR, Flamengo, Vasco, Coritiba, Grêmio, Corinthians, Sport e Santos.

Você pode gostar