Guerrero, alto nível do Flamengo

Peruano deu outra cara ao clube carioca contra o Internacional

Por pedro.logato

Rio - Por tudo, foi uma grande estreia de Guerrero. Fez um sacrifício físico para viajar em cima da hora e se dedicar de corpo e alma. Apesar do lance irregular, mostrou oportunismo e categoria com dez minutos ao marcar o primeiro gol. O Fla venceu o apático Inter e saiu da crise. Mais do que isso: atuou com dedicação e sua presença fez com que todos se dedicassem bem mais. Até Cristóvão inspirou-se com uma escalação mais equilibrada. Guerrero participou bem da jogada do segundo gol, movimentou-se com desenvoltura e tem tudo para acertar. Uma primeira impressão excepcional e o Flamengo terá muito a ganhar. Se há algo a lamentar é que os grandes destaques do futebol brasileiro hoje são estrangeiros. Tanto que Guerrero é o melhor centroavante em atividade no país.

Guerrero teve grande atuação no sulEdu Andrade / Estadão Conteúdo

FIASCOS

O trocadilho entre Riascos e fiascos é irresistível mas não explica tudo na goleada sofrida pelo Vasco. Claro que perder três grandes chances é dose, mas o colombiano incomodou a defesa do São Paulo e a sua saída piorou tudo. Roth contribuiu negativamente escalando três volantes e corrigindo com meia hora de jogo ao colocar Rafael Silva. Cedo, mas tarde demais.

GALO BEM FORTE

O Atlético-MG está de bola cheia e com o melhor futebol do Brasil até aqui. É líder com méritos, bate recordes de renda e, contra o Sport, mostrou futebol vibrante em jogo emocionante. Maicosuel — lembram-se dele? — voltou a bater um bolão e há jogadores de excelente nível como Luan, Pratto e Rafael Carioca. O Galo é forte candidato ao título.

QUAL VAI SER?

A torcida do Botafogo não sabe qual time verá contra o Bragantino. Aquele brigador que, mesmo sem técnica refinada, fez um surpreendente Estadual e começou bem a Série B, ou o que teve atuações pífias contra Boa, Macaé e Ceará? Há problemas no meio-campo, já que não terá Daniel Carvalho, e René apela para o irregular Lulinha. Melhor rezar pra ‘São Jefferson’.

SAMBA E NERUDA

Dois temas fascinantes são explorados em diferentes nuances em roteiros originais. O grande poeta chileno Pablo Neruda é mostrado em sua fuga para o exílio em ‘Neruda, o fugitivo’, de Manuel Basoalto. E a questão dos imigrantes na França vem à tona com algum humor em ‘Samba’, com a talentosa Charlotte Gainsburg.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia