Pão de queijo vira isca para pegar tambaqui gigante

Pescador de Mato Grosso ganha o mundo com invento inusitado

Por pedro.logato

Rio - Na indústria bilionária da pesca, em que cada vez mais iscas artificiais são desenvolvidas com novos materiais e tecnologias, eis que um pescador de Mato Grosso ganha o mundo com invento inusitado: isca de pão de queijo. Não é história de pescador. James Antonio de Souza há muito usa o quitute com sucesso. Semana passada, foto de tambaqui gigante, fisgado por ele com pão de queijo, bombou na web. “Essa espécie adora”, avisa. Pelo Facebook, falamos com James. Ele disse que morava em Toledo, no Paraná, e foi a Mato Grosso atrás de um peixão. Realizou o sonho por tantas vezes que por lá fixou residência.

Tambaqui gigante foi fisgado com pão de queijoReprodução Facebook

O tambaqui de 39 kg é o maior ‘troféu’ de James até aqui. Ele o doou para arrecadação de dinheiro a um grupo que disputará o Brasileiro de Taekwondo, da cidade de Alta Floresta (MT), onde mora. “Resolvi pescar uns peixes para ajudar a rapaziada, mas não imaginava que pudesse capturar um gigante desses”. Engana-se quem pensa em golpe de sorte. James está sempre jogando o pão de queijo no anzol e fisgando bons exemplares no Rio Teles Pires. “Ontem (segunda-feira) peguei outro bruto de 27kg, mas esse foi devolvido às águas”, disse o consciente pescador.


Tambaqui gigante de 27 KG voltando p/a natureza agradeço a Deus , FDS maravilhoso c/amigos e família rio teles Pires o melhor ....

Posted by James Antonio on Domingo, 5 de julho de 2015

Dando seguimento às normas que regem a pesca esportiva brasileira, hoje a coluna publica lista de equipamentos permitidos na pesca amadora.

Liberados: linha de mão, caniço simples, caniço com molinete ou carretilha, espingarda de mergulho ou arbalete com qualquer tipo de propulsão e qualquer tipo de seta, bomba de sucção manual para captura de iscas e puçá-de-siri. Também é permitido uso de petrechos para contenção do peixe, tais como bicheira, puçá, alicates e similares, desde que não utilizados para pescar.

São vedados: uso de aparelhos de respiração artificial pelo pescador amador, uso de aparelho de ar comprimido ou outros que permitam a respiração artificial subaquática na pesca sub.

Everaldo Diniz%3A cherne%2C isca de lula%2C em pesca oceânicaReprodução Internet
Gabriel Soares Leal%3A linguado%2C isca artificial%2C na Praia de Itaipu.Reprodução Internet
Anderson de Aquino%3A corvina%2C na isca de lula%2C em Arraial do CaboReprodução Internet
Emerson Correa%3A robalo%2C isca artificial%2C em MangaratibaReprodução Internet

Torneios: as competições de pesca amadora só podem ser realizadas com documento de autorização do Ministério da Pesca e sob a responsabilidade de pessoas jurídicas.
Licença: todos os pescadores amadores têm que portar a licença do Ministério da Pesca e apresentá-la junto com a identidade quando solicitado.

CONDIÇÕES DO TEMPO

Ventos de nordeste deixam tempo bom, sem previsão de chuva no fim de semana no Rio. Mar desce, com ondas fracas. De Lua Minguante, maior variação hoje é de maré baixa a 0.4m, às 4h30, e alta, de 0.8m, às 12h40.

DICAS DE PEIXES

Mestre Canarinho

(99953-8100): as iscas são camarão e lula: Quebra-Mar da Barra — corvinota, marimbá, carapicu-bandeira e papa-terra. ; Cagarras — marimbá, jaguricá, enxoveta e xerelete; Gragoatá/Boa Viagem — marimbá, jaguriçá, enxoveta e xerelete; Ilhas Pai e Mãe — corvinota, papa-terra, xerelete e goete.

Carlinhos Piraúna

Praia de Ipanema — papa-terra (noite); Arpoador — espada e anchova (na madrugada); Praia de Copacabana — papa-terra (noite); Leme — xerelete, marimbá e corvinota; Pista Cláudio Coutinho — marimbá (dia); Urca — cocoroca.

Gilberto Ohoishi

(22)- 99839-6442:em Arraial do Cabo, na Praia Grande — pargo, corvina, xerelete, cavalinha, olho-de-cão e peruá; Ponta do Focinho —maria-mole, castanha, lanceta, tira-e- vira e goete; Boca da Barra — maria-mole, goete, castanha e corvina; Boca da Prainha — corvina, pescadinha, goete, pargo e olho-de-cão.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia