Atleta do polo aquático é envolvido em investigação de assédio sexual no Pan

Polícia canadense apura envolvimento de brasileiro que disputou o torneio. Coletiva será concedida sobre o caso

Por fabio.klotz

Canadá - A polícia de Toronto enviou comunicado informando que uma coletiva de imprensa será realizada, às 14h desta sexta-feira, para falar sobre uma investigação de assédio sexual envolvendo um membro da seleção brasileira de polo aquático que disputou os Jogos Pan-Americanos.

Não foram divulgados mais detalhes, nem o sexo do atleta. Outras informações serão repassadas à mídia durante conferência pela inspetora de crimes sexuais Joanna Beaven-Desjardins.

Segundo o site canadense CBC News, a pessoa em questão não foi vítima de nenhum assédio alegado.

No Pan de Toronto, o Brasil conquistou duas medalhas no polo aquático. Bronze com o time feminino e prata com o masculino.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia