Equipe brasileira garante uma vaga na final do revezamento 4x400m no Pan

Time formado por Pedro Luiz, Wagner Cardoso, Jonathan da Silva e Hederson Stefani ficou em 4º lugar nas eliminatórias

Por edsel.britto

Toronto - O Brasil mantém vivo o sonho por uma medalha no revezamento 4x400m masculino. Nesta sexta-feira, o time formado por  Pedro Luiz de Oliveira, Wagner Cardoso, Jonathan da Silva e Hederson Stefani ficou com o 4º melhor tempo nas eliminatórias e garantiu seu lugar na final da modalidade. 

“Todos nós demos 100% para estarmos nessa final, e nosso objetivo agora é ganharmos a medalha”, disse Jonathan da Silva. “Foi uma prova muito forte, com nível de mundial. Esperávamos correr forte na eliminatória para chegarmos ainda mais fortes na final, e conseguimos. Encaramos o Pan como uma preparação para o mundial, e queremos fazer um tempo ainda melhor na final de amanhã. Acreditamos que podemos baixar da casa dos três minutos”, disse Wagner Cardoso após a prova.

Já no arremesso de disco, o Brasil ficou a menos de um metro da medalha de bronze. Fernanda Martins, com uma tentativa de 60.50m, ficou 76 cm atrás da americana Gia Lewis-Smallwood, que teve um acerto de 61.26m e garantiu o último lugar no pódio da categoria.

"Esperava arremessar bem mais longe. O disco estava virando muito, não consegui fazer ele planar. Estou frustrada. Agora preciso esfriar um pouco a cabeça, entender aonde errei e melhorar muito minha parte técnica para o mundial da China”, disse Fernanda. Outra brasileira na disputa, Andressa de Morais terminou na 6ª colocação com 58.08m.

Diferentemente do masculino, o revezamento 4x400m feminino não teve uma boa atuação e acabou na 6ª posição em sua bateria eliminatória com um tempo de 3:34.97s, ficando de fora da disputa por uma medalha.

"Cada uma de nós sabe a dificuldade que foi chegarmos até aqui. Sofri o cansaço da prova de ontem, a Flavia também, mas tentamos. O nível da competição aqui em Toronto está muito mais alto do que o foi nível de Guadalajara em 2011, o que está tornando muito mais difícil a conquista de medalhas nesses Jogos. O resultado não foi o esperado, sabemos que tínhamos condições de chegarmos à final. Mas, apesar disso, temos que estar felizes por termos dado o nosso melhor”, disse Geisa Coutinho.

No 110m com barreiras o Brasil não teve um bom desempenho. Eder Souza foi o 6º colocado na sua bateria, com o tempo de 13.80s e Jonatha da Silva fez a marca de 13.81s. Ambos foram eliminados na primeira fase e ficaram de fora da disputa por uma medalha. No salto triplo masculino, Jefferson Sabino foi o 5º colocado, com a marca de 16.43m, e Jean Rosa foi apenas o 14º colocado, com a marca de 15.79m. 

No heptatlo feminino, após o término de duas provas, Vanessa Spínola é a 3ª colocada, com a somatória de 1915 pontos. A outra brasileira na prova é Tamara de Sousa, que vem na 9ª posição, com 1762 pontos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia