Hamilton vence em Silverstone e reduz vantagem de Rosberg para um ponto

Piloto ganha a prova pela quarta vez e se iguala a Mansell

Por fabio.klotz

Inglaterra - Se nas cinco primeiras corridas do ano Lewis Hamilton não ganhou nenhuma, nas cinco seguintes o inglês conquistou quatro vitórias. Neste domingo, ele manteve o domínio apresentado ao longo de todo o fim de semana e venceu o GP da Inglaterra, em Silverstone, fazendo a festa dos seus compatriotas pelo terceiro ano seguido. A corrida no tradicional circuito foi marcada por uma chuva que obrigou a largada a acontecer com safety car na pista.

Lewis Hamilton vence em Silverstone pela quarta vez e faz históriaEfe

Nico Rosberg até levou a melhor em uma disputa empolgante com Max Verstappen, cada vez mais adaptado à Fórmula 1, e chegou em segundo, com o holandês em terceiro. Porém, Rosberg foi penalizado e caiu para a terceira posição. Na classificação geral, continua na liderança - o placar agora é 168 a 167 em favor do alemão sobre Hamilton. Nico terminou a prova se segurando sem a sétima marcha. Como a Mercedes utilizou o rádio para comunicar esse problema, Rosberg foi punido.

Esta foi a quarta vitória de Hamilton em Silverstone, repetindo as conquistas de 2008, 2014 e 2015. Assim, ele se iguala a Nigel Mansell como britânico com mais vitórias em casa. Alain Prost e Jim Clark ganharam cinco vezes cada e são os recordistas gerais de vitórias no circuito.

Silverstone não costuma ser um bom palco para os brasileiros - Senna, por exemplo, só ganhou uma vez lá. Neste domingo, não foi diferente. Massa terminou em uma modesta 11ª colocação, fora da zona de pontuação. Já Felipe Nasr ficou no 15º lugar, o último entre os que terminaram a prova.

A corrida

A chuva que pegou a todos de surpresa antes minutos antes da largada fez a direção da prova optar por um início com safety car na pista. Só na sexta volta é que a corrida começou de verdade.

Os ponteiros (Hamilton em primeiro, Rosberg em segundo e Vestappen em terceiro) demoraram a colocar os pneus intermediários, apostando em se manter na pista, já quase seca, com o pneu para chuva. Deram a sorte de Pascal Werhlein rodar, proporcionando bandeira amarela. Os três voltaram na ordem que estavam, na frente.

Com Hamilton na frente, a briga mais interessante era entre o alemão e o holandês. Vestappen chegou a ultrapassar Rosberg em manobra bonita, por fora, e só perdeu a posição na volta 38.

A briga entre eles deu a Hamilton inclusive uma margem de erro. O inglês chegou a escapar da pista, mas não foi ameaçado na liderança. No mesmo local, um pouco antes, Alonso já havia passado reto.

Massa chegou a correr boa parte da prova entre os 10 primeiros, mas errou na estratégia, fazendo uma terceira parada. Vettel chegou a ser punido por uma ultrapassagem sobre o brasileiro, terminando no nono lugar.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia