Por luis.araujo
Publicado 01/11/2016 17:18 | Atualizado 01/11/2016 20:31

Rio - A Confederação Brasileiro de Futebol (CBF), anunciou, na tarde desta terça-feira, a nova treinadora da seleção Feminina. Trata-se de Emily Lima. Recentemente, a ex-jogadora foi vice-campeã da Copa do Brasil de Futebol Feminino no comando do São José, equipe do interior de São Paulo.

Emily Lima iniciou a carreira no Saad e agora será a primeira mulher a comandar a Seleção Feminina. O primeiro compromisso dela à frente da equipe nacional será o Torneio Internacional de Manaus, em dezembro desse ano.

Em comunicado, a Diretoria da CBF agradeceu ao treinador Vadão e a sua comissão técnica pelo trabalho e dedicação nestes dois anos e meio em prol do futebol feminino. O comando da CBF ainda parabeniza o técnino pelos resultados conquistados durante esse período. Ele foi bicampeão do Torneio Internacional (2014 e 2015), conquistou a medalha de ouro pan-americana em Toronto 2015 e ficou entre as quatro melhores seleções dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Emily Lima foi jogadora de clubes como São Paulo e SantosDivulgação CBF

Antes de ser demitido, Vadão apareceu na lista dos 10 treinadores indicados pela Fifa ao prêmio de melhor treinador do ano no futebol feminino. A lista foi montada pelo que a entidade chama de "experts" do Comitê de Futebol Feminino e da Copa do Mundo de Futebol Feminino. O vencedor vai ser apontado em uma eleição em que os votos de capitães e técnicos de seleções do mundo todo serão responsáveis por 50% do resultado e a votação online aberta para o mundo todo contará para os demais 50%.

Na eleição da Fifa, Vadão é azarão. A favorita ao prêmio é Silvia Neid, que levou a Alemanha ao ouro olímpico. Também concorrem, entre outras, Jill Ellis, técnica dos Estados Unidos, e Pia Sundhage, da Suécia, além dos treinadores do Lyon e do Bayern de Munique.

Com informações de Estadão Conteúdo


Você pode gostar