Mais Lidas

Thaisa diz que intuição a fez desistir de passar o Réveillon no clube Reina

'Sentimento ruim e visão muito escura e fria', relatou a jogadora

Por jessyca.damaso

Rio – A intuição da jogadora de vôlei e bicampeã olímpica Thaisa falou mais alto na virada do ano, e por pouco ela não passou o Réveillon no clube Reina, em Istambul, na Turquia, ao lado do marido, Guilherme Pallesi. O local foi atacado por um terrorista que matou 29 pessoas e feriu outras 69.

Thaisa e Guilherme escaparam de atentado terrorista na TurquiaDivulgação

"Saímos do jantar de comemoração em um hotel com os pais do Guilherme e ele estava empolgado para irmos para lá, para a gente dançar e curtir a noite. Mas fiquei conversando com os pais dele e disse: não acho que devemos ir para a boate. Estou com um sentimento ruim. É um lugar cheio, um ponto turístico, com muitos estrangeiros, e na virada do ano é um prato cheio para terrorismo e tudo mais. Não quero ir. Quero desistir", disse Thaisa. “Era como se eu estivesse vendo lá dentro da balada. Só que tinha uma imagem muito escura e fria. Uma visão distorcida e feia, que dava arrepios. O Gui entendeu que eu estava angustiada e mudamos o destino. Voltamos para casa", completou.

O casal mudou-se para Istambul após os Jogos Olímpicos Rio 2016, já que a jogadora firmou contrato com a equipe Eczacibasi Vitra. Nesta segunda-feira, Thaisa retornou aos treinos com bola. O time está na vice-liderança da liga turca e lidera o grupo D na quarta fase da Champions League. Apesar do ocorrido, Thaisa garante que continuará mantendo sua rotina. "Me sinto muito segura aqui. Mais do que no Brasil".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia