Libera, Tite! Torcida faz fila para acompanhar treinamento na Granja Comary

Mais de 300 fãs, a maioria crianças e adolescentes, esperam o primeiro contato com os ídolos em Teresópolis

Por MARCELO BERTOLDO

Torcedores fazem fila do lado de fora da Granja Comary na esperança do treino da Seleção
Torcedores fazem fila do lado de fora da Granja Comary na esperança do treino da Seleção -

Teresópolis - No dia do aniversário de 57 anos de Tite, torcedores é que esperam ser presenteados com a abertura do penúltimo treino da Seleção em solo brasileiro. Acampados no portão de entrada da Granja Comary, mais de 300 fãs, a maioria crianças e adolescentes, esperam o primeiro contato com os ídolos em Teresópolis. Entre o sentimento de decepção e esperança, a paixão pelo Brasil é maior e a fila não para de crescer às vésperas do treino marcado para as 16h.

Galeria de Fotos

Torcedores fazem fila do lado de fora da Granja Comary na esperança do treino da Seleção Alexandre Brum / Agência O Dia
Fábio Santos (de boné) chegou bem cedo e é o primeiro na fila de torcedores do lado de fora da Granja Comary Alexandre Brum / Agência O Dia
Torcedores fazem fila do lado de fora da Granja Comary na esperança do treino da Seleção Alexandre Brum / Agência O Dia
Torcedores fazem fila do lado de fora da Granja Comary na esperança do treino da Seleção Alexandre Brum / Agência O Dia

Depois de dedicar os dois primeiros dias a exames e avaliações físicas, a seleção realizou atividades no gramado na quarta e quinta-feira, com presença da imprensa, convidados e familiares dos convocados.

Fábio Santos não mediu esforços para estar perto dos ídolos, em especial Neymar. Ele percorreu a distância de cerca de 210 km de Macaé a Teresópolis, ainda na madrugada de terça-feira. Depois de bater com a porta na cara nos primeiros dias, ele não perdeu a esperança. E foi o primeiro a chegar na fila nesta sexta-feira, por volta das 5h50 da manhã. A expectativa é de que a CBF libere cerca de 150 convites para o treino.

"Cheguei cedo. Vim de longe para prestigiar a Seleção, os jogadores. Sou muito fã do Neymar. Gostaria de ter acompanhado os treinos, mas estou realizado de sentir esse clima de Copa do Mundo, o calor humano das pessoas. Sou patriota e confio na conquista do hexa", disse Fábio, de 33 anos.

Morador de Teresópolis, Marcos Paulo já acompanhou de perto outras preparações da seleção brasileira e não escondeu a frustração com o distanciamento do público. "Este ano senti uma certa distância. Tenho vindo desde o primeiro dia. Fiquei decepcionado porque o Tite nos transmite uma outra imagem. Só tenho feito esse esforço por causa do meu filho, Lucas, que tem 8 anos, e adora esses jogadores", desabafou Marcos Paulo.

Últimas de Esporte